quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Brasil e China Realizam Reunião Técnica do CBERS-4A

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota da postada hoje (26/08) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que Brasil e China realizaram no país asiático reunião técnica do CBERS-4A.

Duda Falcão

Brasil e China Realizam
Reunião Técnica do CBERS-4A

INPE


Brasília, 26 de agosto de 2015 – Terminou ontem (25) na China a segunda reunião de coordenação técnica (TCM2) do satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres CBERS-4A. Trinta especialistas, sendo 12 do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e 18 da Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (CAST, na sigla em inglês), divididos em grupos de trabalhos específicos, discutiram diferentes tópicos relacionados ao projeto do satélite, o sexto do Programa CBERS. A primeira reunião (TCM1) ocorreu em abril, no INPE, em São José dos Campos (SP).

Também participaram das atividades o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, o diretor geral do INPE, Leonel Perondi, e representantes dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e de Relações Exteriores (MRE)

“O CBERS-4A terá três cargas úteis ópticas, sendo uma delas de alta resolução (2 metros)”, informa Antonio Carlos de Oliveira Pereira Junior, coordenador do segmento espacial do Programa CBERS no INPE. “As reuniões técnicas visam a concluir a fase de projeto detalhado, para realizarmos a Revisão Crítica de Projeto (CDR), nível de sistema, ainda em novembro próximo”.

Concluídas todas as fases de desenvolvimento, as atividades de montagem, integração e testes (AIT) do CBERS-4A serão realizadas nos laboratórios do INPE, a partir do início de 2017. O lançamento do satélite está previsto para setembro de 2018.

Aplicações –  O Programa CBERS fornece imagens de satélites para monitorar o meio ambiente, verificar desmatamentos, desastres naturais, a expansão da agricultura e das cidades, entre outras aplicações. Ele também é importante indutor da inovação no parque industrial brasileiro, que se qualifica e moderniza para atender aos desafios do programa espacial.

A política industrial adotada pelo INPE permite a qualificação de fornecedores e contratação de serviços, partes, equipamentos e subsistemas junto a empresas nacionais. Assim, além de exemplo de cooperação binacional em alta tecnologia, o CBERS se traduz na criação de empregos especializados e crescimento econômico.

Em dezembro último foi lançado o CBERS-4. Um ano antes, o CBERS-3 não atingiu a órbita de destino por uma falha no foguete chinês. O programa também lançou com sucesso o CBERS-1, em 1999, o CBERS-2, em 2003, e o CBERS-2B, em 2007.

Mais informações: http://www.cbers.inpe.br/


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário