segunda-feira, 9 de julho de 2018

Coordenadores Apresentam à AEB Panorama dos Cursos de Engenharia Aeroespacial no Brasil

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (09/07) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que Coordenadores apresentam à AEB panorama dos Cursos de Engenharia Aeroespacial no Brasil.

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Coordenadores Apresentam à AEB
Panorama dos Cursos de Engenharia
Aeroespacial no Brasil

Coordenação de Comunicação Social – CCS
Publicado em: 09/07/2018 - 17h37
Última modificação: 09/07/2018 - 17h44


As necessidades dos cursos de Engenharia Aeroespacial de oito universidades do País foram discutidas por seus coordenadores na Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTIC), na última quinta-feira (05.07). Eles trataram também dos preparativos do 1º Congresso Aeroespacial Brasileiro (CAB), que acontecerá em novembro de 2018, na Faculdade Uniamérica, em Foz do Iguaçu (PR).

Segundo Oswaldo Loureda, coordenador da Uniamérica, o CAB tem o objetivo de unificar pesquisas do campo acadêmico, político e industrial, do setor aeronáutico e espacial, proporcionando aos profissionais da área, espaço de exposição e debate, de trabalhos e propostas inovadoras. “Diálogos entre Academia, Indústria e Política Pública em prol de um Programa Espacial Brasileiro Sustentável e Impactante” será o tema da primeira edição do CAB, ressaltou Loureda.

A discussão foi conduzida pelo coordenador de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da AEB, Rodrigo Leonardi, que ressaltou a necessidade de frequentes reuniões com o grupo para que a AEB conheça e apoie as ações e projetos das universidades no setor espacial. Leonardi também fez uma breve explanação das atividades educacionais desenvolvidas no Centro Vocacional Tecnológico Espacial (CVT-Espacial), em Parnamirim (RN) e convidou os representantes das universidades para juntos com seus alunos conhecer e desenvolver atividades científicas no Centro.

Também foi abordada a possibilidade de regulamentação de lançamento de minifoguetes por alunos dos cursos de Engenharia Aeroespacial, o apoio da AEB na realização do primeiro Congresso Aeroespacial Brasileiro, a continuidade do Programa Sistema Espacial para Realização de Pesquisa e Experimentos com Nanossatélites (Serpens), a disponibilidade de licença de softwares para planejamento de missão espacial e viabilização de cursos de capacitação para professores na área espacial.

Programas Educacionais

O coordenador de Infraestrutura e Normalização da AEB, Eduardo Quintanilha, afirmou que a Agência está trabalhando para conseguir recursos e reativar dois programas voltados para o setor universitário: o Programa Uniespaço, que estimula a ampliação e participação de universidades e outras instituições de pesquisa no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), e o Programa Microgravidade, que tem como objetivo viabilizar experimentos científicos e tecnológicos nacionais em ambiente de microgravidade.

O encontro teve a participação dos coordenadores, Rafael Celeghini Santiago, da Universidade Federal do ABC, em São Carlos (SP), Artem Andrianov, da Universidade de Brasília (UnB), André Luis da Silva, da Universidade Federal de Santa Maria (RS), Talita Possamai, da Universidade Federal de Santa Catarina, em Joinville (SC), Maria Cecília Pereira, da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte/MG), Carlos Brito Júnior, da Universidade Federal do Maranhão (MA), Airton Nabarrete, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e Oswaldo Loureda, da Faculdade Uniamérica, de Foz do Iguaçu (PR).


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Pois é leitor, sinceramente vou ficar na torcida para que após esta reunião as expectativas citadas nesta nota acima comecem a tomar um rumo neste barco se rumo do Sr. Braga Coelho. Mas leitor, com a mesma sinceridade confesso a você que não acredito nesta possibilidade, já que incompetente o é, incompetente e banana sempre será.

Nenhum comentário:

Postar um comentário