sábado, 11 de junho de 2016

Equipe do Programa CEOS do IME Não Mais Participará da Edição do IREC deste Ano

Olá leitor!

E contato com o jovem Alexandre Serio Buscher, aluno de Engenharia Eletrônica do Instituto Militar de Engenharia (IME) do Exercito Brasileiro, e atual gerente do projeto do “Programa CEOS”, programa este que previa o envio este ano de uma equipe de fogueteiros do IME aos EUA para assim representar o Brasil na 11ª edição da conceituada competição internacional universitária de foguetes “Intercollegiate Rocket Engineering Competition (IREC 2016)”, infelizmente fui informado que por falta de apoio a equipe não conseguiu concretizar a participação no evento.

Segundo o jovem aluno do IME, devido à falta de apoio orçamentário não foi possível adquirir as matérias primas para viabilizar as partes onerosas do projeto, e assim eles não conseguiram concretizar o plano de enviar a equipe para competição deste ano. Agora a meta passa a ser a competição do ano que vem, além da COBRUF deste ano.

Na visão do Blog BRAZILIAN SPACE é inadmissível que a Equipe deste conceituado instituto militar do país não tenha concretizado a sua missão por falta de apoio financeiro.

Galera, estando este instituto localizado no segundo estado mais rico e industrializado do país é inaceitável que uma equipe do mesmo não tenha recebido o apoio que precisava para participar deste evento. Seja do próprio Exercito ou de quem for. Cadê a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN)? Será que não tem ninguém de visão nesta organização?

Sr. Braga Coelho, mostre-me que o senhor pode ser útil, estamos aqui falando da formação de profissionais para o setor e não se pode negar que esses jovens precisam desta experiência. Está ai a oportunidade que os senhor precisa para começar a mostrar a este 'cidadão brasileiro' que estou errado e que o senhor pode realmente ser útil de alguma forma, interferindo nesta história para que isto não volte mais acontecer. Mexa-se.

Duda Falcão

2 comentários:

  1. É uma pena a equipe do IME não ter conseguido participar do IREC. Agora conseguir algo da AEB com esse fim, o pessoal do IME terá que esperar deitado eternamente. Para os 3 Festivais de Minifoguetes de Curitiba pedi apoio e não consegui nada. No último, única vez que consegui uma resposta, disseram que não havia rubrica para isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Prof. Marchi!

      De maneira geral o senhor está com toda a razão, mas na realidade eu não me referia a apoio financeiro, isto seria muito difícil, mas o Sr. Braga Coelho poderia muito bem tomar a iniciativa de dar um telefonema para o presidente da FIRJAN e solicitar o apoio desta entidade a equipe do IME. Se a FIESP pode ajudar, porque a FIRJAN não pode? Entende? Se eu estivesse no lugar dele eu faria isso e estaria fazendo de tudo, das tripas coração, se não com dinheiro, com criatividade e atitude para ajudar quem precisasse, e assim tentar amenizar os problemas do setor.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir