Cooperação Espacial Brasil - Bélgica


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (06/10) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando a assinatura pelo presidente da agência, Carlos Ganem do "Programa de Cooperação na Área Espacial" entre a AEB e o Centro Espacial de Liège, na Bélgica.

Duda Falcão

Cooperação na Área Espacial na Bélgica

Coordenação de Comunicação Social / AEB
06-10-2009


O presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Ganem, assinou, nesta terça-feira (6), o Programa de Cooperação na Área Espacial entre a AEB e o Centro Espacial de Liège, na Bélgica. Composto por nove artigos, o acordo foi assinado, também, pelo diretor-geral do Centro de Liège, Jean-Marc Defise.

O quadro preliminar da cooperação refere-se à área de educação - principalmente no âmbito das ciências e técnicas espaciais-; técnicas de observação da Terra; concepção de instrumentos espaciais; testes de instrumentos, cargas úteis e satélites; nanosatélites com participação de estudantes; técnicas ópticas e tecnologias específicas ligadas ao setor espacial.

Com a assinatura, o Brasil e a Bélgica se comprometeram em buscar os meios técnicos e financeiros adequados para fazer avançar ações de colaboração. Ficou acordado, ainda, que, na medida do possível, será obtida isenção dos direitos e taxas aduaneiras, bem como impostos de importação e exportação dos equipamentos necessários para as atividades de cooperação.

Segundo Ganem, este é o primeiro acordo que o Brasil assina com a Bélgica na área espacial. “A Bélgica, apesar de não produzir satélites e foguetes, é um parceiro importante pela qualidade dos serviços apresentados no âmbito das universidades, óptica e espaço. Além disso, as empresas belgas colaboram com o programa espacial de países como a França e a Argentina”, completa o presidente da AEB.

Programa de Cooperação na Área Espacial entre a AEB e o Centro Espacial de Liège entrou em vigor na data da assinatura e tem duração inicial de quatro anos. Ele pode ser prorrogado a cada ano.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Ta aí um acordo que a principio me parece benéfico ao Programa Espacial Brasileiro. No entanto, vou aguardar ter acesso aos termos do contrato para ter uma idéia melhor sobre o que se trata. Parece-me, no entanto, pelo conteúdo da notícia, que esse acordo permitirá projetos conjuntos entre universidades brasileiras e o centro belga na área de nanosatélites, o que exigirá nesse caso um empenho maior do IAE para a conclusão de um projeto de um laçador de pequeno porte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro