sexta-feira, 12 de junho de 2015

Primeiro Voo do VLM-1 Será em Novembro de 2018

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (12/06) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que o primeiro voo do VLM-1 será em Novembro de 2018.

Duda Falcão

Primeiro Voo do VLM-1 Será
em Novembro de 2018

Coordenação de Comunicação Social

Foto: Valdivino Jr/AEB
Reunião Ordinária do Conselho Superior da AEB
realizada ontem (11) na sede em Brasília.

Brasília, 12 de junho de 2015  O primeiro voo do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM) para teste de qualificação está programado para novembro de 2018. O anúncio foi feito pelo presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, na 69ª Reunião Ordinária do Conselho Superior da instituição realizada nesta quinta-feira (11).

No lançamento a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, será transportada uma carga útil também para teste. O Lançador é um foguete de três estágios a propelente sólido com capacidade para satélites de pequeno porte com massa de até 150 quilos.

Desenvolvido pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Comando da Aeronáutica, com cooperação da Agência Espacial da Alemanha (DLR), o VLM é composto de dois estágios equipados com motor S-50 e um com motor S-44.

O teste de qualificação do motor S-50, em banco de ensaio, está previsto para janeiro de 2017. O voo de qualificação do VS-50 é programado para novembro do mesmo ano.

Experimento - O presidente também informou estar em estudo à proposta de ser levado ao espaço três experimentos selecionados no 5º Anúncio de Oportunidade, lançado em fevereiro último. A proposta desta edição visa a selecionar um dispositivo que avalie aspectos fisiológicos do espaçonauta Pedro Nehme no voo suborbital do qual ele participa no final do ano.

Quanto ao projeto Serpens (Sistema Espacial para a Realização de Pesquisas e Experimentos em Nano Satélites), os conselheiros foram informados de que o segundo exemplar do satélite de pequeno porte será coordenado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com a participação do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e das universidades federais do ABC (UFABC), de Minas Gerais (UFMG) e Universidade de Brasília (UnB). Seu lançamento está previsto para o segundo semestre de 2017.

Com relação ao primeiro modelo do Serpens será entregue à Agência Espacial do Japão (JAXA) no próximo mês de julho, para lançamento da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em outubro deste ano.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Pois é leitor e curiosamente a data de lançamento prevista do VLM-1 é bem próxima ao final do governo desta debiloide, e se levarmos em conta a margem natural de erro de qualquer previsão, mesmo as mais realistas, em resumo, o VLM-1 não será lançado no governo desta “Ogra”. Mas uma palhaçada sobre o comando deste fantoche protagonizada para beneficiar a imagem política deste desgoverno desastroso. Lamentável!

7 comentários:

  1. P... se o do VLM vai ser só em 2018, imagina o do VLS-Beta..... só quando os americanos tiverem colonizando marte.... mas parece que os próprios militares querem assim, então quem sou eu para reclamar?

    ResponderExcluir
  2. A noticia fala da liberação dos recursos necessários para que o projeto fique pronto ? Não ? Então, o lançamento será logo após os lançamentos do VLS1 e do Ciclone4. O chefe de operações será o Papai Noel...

    ResponderExcluir
  3. Lo mejor que le puede pasar al programa de lanzadores de Brasil es que Argentina logre culminar exitosamente el desarrollo del Tronador. Ese hecho va a desencadenar en Brasil los movimientos políticos necesarios para que alguien tome como asunto serio el programa de lanzadores.

    Saludos desde Argentina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola estimado amigo anónimo argentino!

      Hubo un tiempo en que creí esta posibilidad, pero hoy estoy seguro de que incluso si Argentina completará su lanzador Tronador II, no va a cambiar nada en la actitud de los políticos en Brasil sobre este tema.

      Saludos desde Brasil

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  4. " A NAÇÃO DEPENDE DA BOA INTENÇÃO E AÇÃO DO CIDADÃO. E O HOMEM DEPENDE DO TAMANHO DO SEU SONHO!!!!"

    Neste Brasil de incertezas, existe dois tipos de pessoas, as que deixam acontecer o curso natural do progresso do PEB, e a outra, as que não fazem acontecer as conquistas do Programa. Tudo é uma questão de atitude, não adianta as pessoas falarem!....comentarem!....especularem! sem se esboçar junto a coletividade atuante e de fé publica, uma ação política democrática, para mudar este quadro bizarro que se encontra a comunidade científica. O nosso sonho está sendo sucumbido pelo descaso das autoridades e por nossas ações mórbidas e estacionária. Cada sonho que nós deixamos pra trás, sem realizar, é um pedaço de nosso futuro que deixa de existir. E para recuperar! será um eterno sacrifício e luta. Um Brasil sem sonho de conquistar o espaço, é como um corpo amarrado perpetuadamente no solo, sem esperanças, sem horizontes promissor, um corpo sem alma, sem futuro, sem compromisso com a próxima geração. Precisamos de homens que possam sonhar, como: ( Padre Bartolomeu de Gusmão, Santos Dumont;....ou quem sabe TIRADENTES, ou o próprio Brasonauta Marcos Pontes!!!!!!). Parece-me que somos pobres de atitudes, medos de enfrentarmos os fantasmas que saqueiam os nossos progressos. Nos estamos bloqueando nossos sonhos, quando nos permitimos que nossos medos de afrontar este espíritos negativos, fiquem MAIOR do que a fé PATRIOTA.

    ResponderExcluir
  5. A AEB deveria ter vergonha de fazer uma reunião para passar essas informações.
    E sobre as imagens do CBERS, por que será que nada falaram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo!

      Quem não tem princípios e bons valores não tem vergonha de nada, fazem das tripas corações passando em cima de tudo para defender seus interesses. Essa gente não vale nada, são zeros a esquerda que fazem parte da escoria da sociedade, mas que infelizmente para o Brasil por ignorância política, cultural e educacional da maioria de nosso povo, estão no poder. Triste.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir