quinta-feira, 16 de março de 2017

Brasil Vive Grande Momento Com Lançamento do Satélite Geoestacionário, Diz Ministro

Olá leitor!

Segue abaixo nota postada ontem (15/03) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), destacando que segundo o Ministro kassab o Brasil vive um grande momento com o lançamento do Satélite Frankenstein SGDC.

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Brasil Vive Grande Momento Com Lançamento do Satélite Geoestacionário, Diz Ministro

Em evento da Brasscom, Gilberto Kassab garantiu que a prioridade do satélite é
levar internet para as regiões remotas do país e defendeu mudanças no FUST para
assegurar a destinação de recursos para expansão da banda larga.

Por Ascom do MCTIC
Publicação: 15/03/2017 | 18:22
Última modificação: 15/03/2017 | 18:24

Crédito: Ascom/MCTIC
Ministro Gilberto Kassab discursa na abertura do
seminário da Brasscom em Brasília.

O Brasil vive um grande momento com o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), afirmou nesta quarta-feira (15) o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, na abertura do 2º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios. "Daqui a uma semana, poderemos começar a contar com os resultados desse lançamento, para que a gente possa levar banda larga a todo o território nacional, aos equipamentos de saúde e educação e também para as regiões menos favorecidas."

O ministro garantiu que a prioridade no uso da capacidade do satélite está bem definida. "Não mudou em nada o objetivo principal do satélite, que é no campo social", reforçou Kassab, ao ser questionado sobre o modelo de venda de parte da capacidade do satélite para a iniciativa privada, apresentado pela Telebras.

Durante a abertura do evento, o ministro defendeu uma alteração no Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) para garantir a destinação de recursos para a expansão das redes de banda larga e impedir o contingenciamento. De acordo com Kassab, o projeto de alteração no FUST seria proposto por parlamentares, e a intenção é que entre em vigor a partir de 2020. "Não é justo que a gente faça a partir de agora, porque seria trabalhar em causa própria. Será a partir do segundo ano do futuro governo."


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC)

Comentário: Bom leitor esse energúmeno não vale nada, ou seja, é parte integrante de um sistema politico criado para saquear o país e o seu povo ignorante e egocêntrico, sendo este Satélite um grande exemplo disso. Além de todos os problemas que cercam a compra desse Satélite Frankenstein na França, corre um boato de que esses vermes lançarão o satélite sem que todas as ações relacionadas com o sistema de solo do mesmo estejam inteiramente concluídas, ou seja, algo semelhante ao que aconteceu com o Satélite CBERS-4. Caso este boato seja verdadeiro, não tardará Ministro Kassab para sua máscara e de todos que apoiaram esse desastre tecnológico venha torna-se pública. 

2 comentários:

  1. Bom dia, primeiramente gostaria de agradecer seu trabalho, pois me ajuda muito na minha pesquisa monográfica, mas fiquei curioso sobre o que comentou e gostaria de buscar as fontes e entender um pouco mais a respeito. Quando você fala: "Além de todos os problemas que cercam a compra desse Satélite Frankenstein na França, corre um boato de que esses vermes lançarão o satélite sem que todas as ações relacionadas com o sistema de solo do mesmo estejam inteiramente concluídas", onde conseguiu essas informações? Gostaria muito de pesquisar mais a respeito e se possível expor na minha monografia. Obrigado, qualquer coisa roveglia016@yahoo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo!

      Não há o que agradecer, porém desculpe-me, fonte não é algo que se passa (há não ser que seja desejo da mesma), pois é a forma de mantermos a credibilidade perante a fonte. Quanto aos problemas com este satélite, já abordei aqui por diversas vezes e repetir tudo, além de chato é cansativo.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir