Vitória da Conquista Cria Associação Astronômica e Equipe de Fogueteiros

Olá leitor!

Apesar do nosso Programa Espacial hoje ser bem aquém do que poderia e está sob a coordenação de uma Agencia Espacial que é uma tremenda piada, o interesse nas Ciências Espaciais e na Tecnologia Espacial vem se desenvolvendo muito entre os nossos jovens do ensino fundamental, médio e superior.

Com o crescimento das pesquisas Astronômicas, Astrofísicas, Astrobiológicas, o desenvolvimento do Espaçomodelismo e do Foguetemodelismo nas universidades brasileiras e o surgimento de eventos como o Festival Nacional de Minifoguetes, a competição de foguetes da Associação COBRUF, as competições da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e até mesmo as atividades do mal conduzido Programa AEB Escola de nossa vergonhosa agencia espacial, nos últimos 20 anos surgiram diversas entidades através do país, como clubes de astronomia, associações astronômicas e de foguetes (BAR e COBRUF), bem como também equipes de foguetemodelismo e Espaçomodelismo até mesmo no ensino fundamental.

Como esquecer leitor iniciativas do tipo da galerinha da Escola Municipal Presidente Tancredo de Almeida Neves (ETEC), da cidade de Ubatuba-SP que, sob a liderança de um fantástico e visionário educador, Prof. Cândido Moura, conduziram o desenvolvimento de um projeto de Tubesat (picosatélite) denominado de “Tancredo-1”, satélite este que foi lançado ao espaço às 9h49 (horário de Brasília), a partir da Estação Espacial Internacional (ISS), no dia 16 de janeiro deste ano, e continua em operação em órbita, ou então as atividades relacionadas com o Programa GARATÉA do Grupo ZENITH da USP de São Carlos, programa este idealizado por outro fantástico visionário, o Eng. Lucas Fonseca, que envolvem os Projetos Garatéa-E, Garatéa-L (Missão Lunar Brasileira prevista para 2021) e o mais recente deles, o Projeto Garatéa-ISS, projeto este em andamento que visa o envio em 2018 de um experimento estudantil para ser testado abordo dos laboratórios da Estação Espacial Internacional (ISS).

Pois então leitor, todo esse maravilhoso movimento nas áreas espaciais do país vem ocorrendo na contramão do conhecido desinteresse governamental pelo PEB, e muito tem deixado nós do Blog BRAZILIAN SPACE esperançosos por melhores dias para o nosso “Patinho Feio”.

No entanto, desde que comecei a acompanhar com mais atenção o que estava acontecendo, percebi com tristeza o desinteresse dos professores e alunos de minha Terra por esta área que é o futuro da humanidade. Pois então, enquanto percebia com satisfação o surgimento de equipes de Foguetemodelismo e Espaçomodelismo em meu querido Nordeste (Ceará, Maranhão, Pernambuco, Rio Grande do Norte), na Bahia as minhas tentativas de estimular o surgimento de alguma equipe de fogueteiros estudantil que nos representasse Brasil afora, infelizmente resultou num tremendo fracasso, apesar de contar com o estimável apoio de um pioneiro do foguetemodelismo no Brasil, o Sr. Carlos Cassio Oliveira, presidente do “Centro Experimental de Foguetes Aeroespaciais da Bahia (CEFAB)”.

O Sr. Carlos Alberto Boock Maly

Entretanto leitor, para minha agradável surpresa fiquei dias atrás sabendo que, através da iniciativa de um entusiasta em Astronomia e das Ciências, o Sr. Carlos Alberto Boock Maly, diretor técnico do “Clube de Astronomia de Vitória da Conquista” (entidade criada em 2007), foi realizada na noite da ultima quinta-feira (21/09), nas instalações da Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR), a 1ª reunião da “Associação Astronômica Conquistense (AAC)”, entidade esta que entre as atividades previstas está à criação de uma equipe de fogueteiros (ainda sem nome), colocando assim finalmente a Bahia em condições de ser representada nacionalmente nas competições existentes.

Em uma parceria com CEFAB e com apoio fundamental do Sr. Carlos Cassio Oliveira que, em breve, deverá ir à bela cidade de Vitória da Conquista (onde nasceu), os integrantes da recém criada “AAC” deverão ter acesso ao vasto conhecimento e experiência deste pioneiro do foguetemodelismo brasileiro, e assim dar inicio as atividades de uma equipe de fogueteiros que finalmente representará a ‘Boa Terra’ Brasil afora, e quem sabe até mesmo através do mundo.


De nossa parte quero parabenizar ao Sr. Carlos Alberto Boock Maly pela iniciativa, e ao mesmo tempo nos colocar a sua inteira disposição para divulgar as atividades da AAC, bem como também estimulá-lo a não se restringir as áreas de pesquisas astronômicas e de foguetes, como também quem sabe partir para o desenvolvimento de projetos na área de pequenos satélites (cansats, picosats e nanosats) colocando assim pioneiramente a Bahia nesta corrida. Para tanto o Blog BRAZILIAN SPACE se prontifica publicamente a ajudá-lo colocando em contato com profissionais da área que poderiam abraçar esta empreitada ministrando palestras e servindo como consultores.

Duda Falcão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial