segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Ouça Aqui Três Interessantes Entrevistas Sobre Projetos Espacias em Curso no Brasil

Olá leitor!

Trago agora para você três interessantes entrevistas realizadas durante o II Simpósio COSPAR sobre três projetos espaciais do país muito significantes "apoiados" pela Agencia Espacial Brasileira (AEB) que se relacionam entre si.

A primeira entrevista é com o Dr. Elbert E. N. Macau (LAC-INPE), entrevistado pelo Jorge Quillfeldt (Biofísica-UFRGS) para o programa “Fronteiras da Ciência”, exibida dia 04/04 deste ano pela Rádio 1080 AM da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O Dr. Elbert Macau (coordenador da missão) fala sobre a fantástica Missão ASTER, missão espacial brasileira de espaço profundo que pretende colocar uma sonda automática brasileira, equipada com diversos instrumentos científicos, em órbita do maior e único de dois asteroides triplos conhecidos, ou seja, o (153591) 2001 SN263, cuja órbita passa próxima à Terra. Esta entrevista é parte da série gravada no II simpósio COSPAR de Foz do Iguaçú, em novembro de 2015.



A segunda entrevista é com o Dr. João Braga (INPE), também entrevistado pelo Jorge Quillfeldt e exibida dia 09/05 deste ano pela Rádio 1080 AM da UFRGS.

O Dr. João Braga (coordenador da missão) fala sobre o desenvolvimento da Missão MIRAX (Monitor e Imageador de Raios X) que visa disponibilizar, para uso colaborativo internacional, um telescópio espacial de raios-X colocado em órbita para complementar e substituir equipamentos já antigos em final de vida útil, utilizados por pesquisadores de astrofísica de altas energias em todo o mundo.



Já a terceira entrevista é com o Prof. Dr. José Leonardo Ferreira (UnB), entrevistado pelo Jorge Quillfeldt e exibida dia 30/05 deste ano pela Rádio 1080 AM da UFRGS.

O Prof. Dr. José Leonardo Ferreira (diretor cientifico do projeto) fala sobre o desenvolvimento da Propulsão a Plasma (iônica) dentro do Instituto de Física da Universidade de Brasília (UnB), tendo como objetivo atender a Missão ASTER e a Missão MIRAX (Monitor e Imageador de Raios X), outro desafiante projeto espacial que deve alavancar a Astronáutica Brasileira internacionalmente.



Pois é leitor, apesar da significância destes três projetos espaciais, você mesmo pode notar nas palavras dos pesquisadores aqui apresentados que, não existe a menor garantia da finalização destes projetos, fruto da incerteza política em torno das atividades espacias do país, atividades estas coordenadas por um governo desastroso, incompetente, irresponsável e sem qualquer compromisso com este importante e crucial programa cientifico e tecnologico para o futuro de nossa sociedade. Triste.

Duda Falcão

Um comentário:

  1. Segue a falta de foco! Enquanto deliram com satélites que nunca voarão, o país deixa de usar seus cérebros (e recursos) para construir satélites que realmente interessam ao País, como de imageamento, sensoriamento remoto, coleta de dados, tempo/clima e telecomunicações...

    Ou se passa a ter foco com projetos viáveis, ou é melhor que o Programa Espacial seja encerrado definitivamente.

    ResponderExcluir