Operação HIFIRE-4 - Houve Participação Brasileira?

Olá leitor!

No dia 12/07 passado as agencias de notícias internacionais anunciaram que pesquisadores da Universidade de Queensland  (UQ) da Austrália, em parceria com o Grupo de Ciência e Tecnologia da Defesa (Grupo DST) da Austrália, o Laboratório de Pesquisa da Força Aérea dos EUA (AFRL), a Boeing e a BAE Systems, realizaram sem muito alarde, da Base de Woomera, localizada no sul da Austrália, mais um lançamento do programa “International Flight Research Experimentation (HiFIRE)”.Tratou-se na realidade do lançamento bem sucedido da Operação HIFIRE-4. (veja abaixo o vídeo deste lançamento)


Porém o leitor deve está se perguntando, e daí Duda, o que o Brasil tem haver com isso? Bom na realidade a participação brasileira no Programa HIFIRE tem sido significativa fornecendo aos australianos e americanos (graças a parceria do DLR MORABA alemão com esse programa) foguetes para realização dos experimentos ligados a este programa de desenvolvimento hipersônico.

Ate o momento o Brasil já participou das seguintes operações deste programa:

* Operação HIFIRE 3 - Foguete VS-30/Orion VO7 - lançado em 13/09/2012 (bem sucedido)

* Operação HIFIRE 5A - Foguete VS-30/Orion ? – lançado em 25/04/2012 (falha do foguete)

* Operação HIFIRE 7 - Foguete VSB-30 V 13 – lançado com 30/03/2015 (bem sucedido)

* Operação HIFIRE 5B - Foguete VS-30/Orion V 12 – lançado em 18/05/2016 (bem sucedido)

Pois é, além do Brasil ter participado também de um outro experimento hipersônico ligado aos pesquisadores da  Universidade de Queensland (UQ) que foi a:

* Operação SCRAMSPACE IFoguete VS-30/Orion V09 – lançado em 18/09/2013 (falha do foguete)

O que acontece é que (pelo menos até meados de 2014) o foguete previsto para o lançamento deste experimento da Operação HIFIRE-4 era o brasileiro VSB-30, mas em nenhuma das notícias internacionais que verifiquei consegui confirmar o uso de nosso foguete neste voo, além de que o próprio Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) até este momento não se pronunciou sobre esta questão.

Peço a ajuda dos nossos leitores especializados que por gentileza usem a foto abaixo para fazer esta identificação. Será um VSB-30 pintado com outras cores? Ou perdermos o nosso espaço neste programa?

Será um VSB-30???
Experimento HIFIRE-4

O intrigante também é que em nenhuma nas notícias internacionais que verifiquei o DLR MORABA teve seu nome citado o que me leva a crer que não tenha sido um foguete VSB-30, enfim...

Duda Falcão

Comentários

  1. Olá Duda,

    Fiz um rápida comparação, não sou especialista, mas podemos perceber bastante diferenças estruturais, na minha opinião é outro foguete, pois mudar a estrutura é algo de natureza substancial, não uma simples configuração.

    http://imgur.com/a/umhCM

    Att,
    Everton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Everto!

      Verdade amigo, mas desconfio que se não foi o VSB-30, pelo menos um desses motores pode ter origem brasileira, mas precisamente o do primeiro estágio. No entanto, prefiro aguardar que algum especialista da área se manifeste com uma opinião embasada.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022