quarta-feira, 20 de junho de 2018

Primeiro Cubesat Brasileiro Completa 4 Anos em Operação

Caro leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (19/06) no site oficial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o Primeiro Cubesat Brasileiro, o  NanosatC-Br1completou ontem 4 anos em operação no espaço.

Duda Falcão

NOTÍCIA

Primeiro Cubesat Brasileiro
Completa 4 Anos em Operação

Por INPE
Publicado: Jun 19, 2018

São José dos Campos-SP, 19 de junho de 2018

O NanosatC-Br1, primeira missão espacial brasileira com o uso de cubesats, completa quatro anos em órbita nesta terça-feira (19/06). O satélite continua a enviar dados dos subsistemas de sua plataforma e carga úteis. As informações são utilizadas em pesquisas sobre clima espacial e fenômenos que impactam a Terra, como a Anomalia Magnética do Atlântico Sul.

Desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em cooperação com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), o cubesat também é importante na capacitação de recursos humanos para a área espacial.

O lançamento do NanosatC-Br1, em 19 de junho de 2014, é considerado um marco pelo pioneirismo e incentivo a outras missões brasileiras com cubesats. Entre os atuais projetos, o INPE participa do Itasat, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ainda em parceria com o ITA e, também, com a agência espacial norte-americana (NASA), o INPE está desenvolvendo o SPORT.

CubeDesign

Para incentivar e identificar novos talentos em engenharia espacial, o INPE realiza, pela primeira vez, o CubeDesign, uma competição voltada à inovação e mobilização dos jovens para a ciência e tecnologia. Será de 25 a 28 de julho, em São José dos Campos (SP), com categorias de acordo com o estágio dos participantes, que podem ser alunos do ensino médio e fundamental, universitários e mesmo jovens profissionais de instituições e empresas brasileiras.

Na categoria “CubeSat”, as equipes poderão simular as condições de lançamento e funcionamento operacional do satélite, com foco em cargas úteis, estrutura, supervisão de bordo, suprimento de energia e comunicações. Saiba mais aqui sobre o 1° CubeDesign.

NanosatC-Br1

Gerenciado pelo Centro Regional Sul (CRS) do INPE, em Santa Maria (RS), o projeto NanosatC-Br1 conta com a participação de vários alunos da UFSM, inclusive para a operação do cubesat na estação no CRS/INPE.

“A mesma equipe desenvolve agora o NanosatC-Br2, que se encontra em fase de integração de suas cargas úteis com a plataforma e o software de bordo. Os recursos para o seu lançamento, em fase de contratação, já foram disponibilizados pela AEB (Agência Espacial Brasileira) e deverá ocorrer ainda este ano ou no princípio do próximo. O NanosatC-Br2 possui o dobro de volume, massa e experimentos em relação ao primeiro cubesat”, informa o pesquisador Otávio Durão, do INPE.

A tabela abaixo, enviada por radioamadores no Brasil (Paulo Leite PV8DX; em Boa Vista, RR) e na Alemanha (recepção feita pela estação operada por Rainer Rother) demonstra o recebimento de dados do cubesat na data de seu quarto aniversário em órbita.

Mais informações: www.inpe.br/crs/nanosat/



Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário