quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Em Carta ao Ministro, ABC e SBPC Se Manifestam Contra Reorganização do MCTIC

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada dia (26/10) no site da “Academia Brasileira de Ciências (ABC)” destacando em carta ao ministro, ABC e SBPC se manifestam contra reorganização do MCTIC.

Duda Falcão

Notícias

Em Carta ao Ministro, ABC e SBPC Se
Manifestam Contra Reorganização do MCTIC

Adaptado de Jornal da Ciência
Publicado em 26/10/2016

O presidente da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich, e a presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Helena Nader, entregaram uma carta nas mãos do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, em reunião no MCTIC, no último dia 11 de outubro, na presença de diversas autoridades, manifestando que não concordam com a mudança da estrutura organizacional do Ministério, que acaba de ser aprovada por meio do decreto Nº 8.877, de 18 de outubro 2016 (publicado no Diário Oficial da União no dia 19/10). Na ocasião, foi acordado que toda a reestruturação será revista em janeiro de 2017.

Segundo a SBPC e a ABC, a reestruturação representa um "inconcebível retrocesso na gestão da ciência, da tecnologia e da inovação em nosso País", uma vez que distancia as agências federais de fomento à pesquisa do gabinete do ministro.

A medida deixa o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) subordinados a uma "Coordenação Geral de Serviços Postais e de Governança e Acompanhamento de Empresas Estatais e Entidades Vinculadas", a qual pertencerá a uma Diretoria com a mesma nomenclatura, que, por sua vez, responderá à Secretaria Executiva do Ministério.

"CNPq, Finep, AEB e CNEN têm história, tamanho e missões que vão muito além de uma coordenação subordinada a uma diretoria que responde à Secretaria Executiva do MCTIC", afirmam na carta, lamentando que iniciativas desse tipo evidenciam que  ciência, tecnologia e inovação não são tidos como prioridades na estratégia política do atual governo.

"Quando foi criado, a função do MCT era de valorizar e robustecer o sistema de financiamento à pesquisa básica, tecnológica e de inovação, assim como dar dimensão e condições de operacionalização às políticas espacial e nuclear, em consonância com as potencialidades, necessidades e pretensões do País nessas áreas. Colocá-los sob uma coordenação de quarto nível do MCTIC é não reconhecer a importância da CT&I para o País e para a sociedade brasileira", afirmam na carta.

As duas entidades pedem que o ministro atue junto a quem for de direito para impedir que tal medida se efetue: "Na condição de órgãos que executam ações de valor inquestionável para o desenvolvimento sustentado, é indispensável que CNPq, Finep, AEB e CNEN sejam vinculados diretamente ao gabinete do ministro".

Veja a carta na íntegra aqui.


Fonte: Site da Academia Brasileira de Ciências (ABC)

Comentário: Já falei que esse tipo de ação não resulta em nada (eles continuam vivendo no mundo da fantasia), mas não adianta, essa gente se recusa a amadurecer. Quanto à notícia em si relacionada com a AEB, eu a desconhecia, mas na realidade não muda muita coisa, pois este órgão inócuo comandando por um banana, continuará inócuo comandado pelo mesmo banana e sem a menor significância para o governo. Aproveitamos para agradecer ao leitor Brehme de Mesquita pelo envio desta notícia.

2 comentários:

  1. Olá Duda.
    Realmente, falando-se da AEB, não haverá mudança alguma em sua posição já que tornou-se um órgão desprezado pelos governos. Fico triste mais pelo simbolismo que isso indica: ciência, tecnologia e inovação no Brasil não tem importância alguma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brehme!

      Inclua ai também a Educação de qualidade. É simples de entender, para populistas de merda investir em C&T e Educação é um risco muito grande para os negócios nefastos deles, a não ser em projetos de fachada onde eles podem tirar proveito político ou financeiro. São bandidos travestidos de paleto tipo italiano tirando onda de autoridade. A situação do Brasil é gravíssima.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir