sábado, 8 de outubro de 2016

Avião Espacial Chinês Levará 20 Turistas ao Espaço

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante notícia postada ontem (07/10) no site “Inovação Tecnológica”, destacando que os chineses já trabalham no avião espacial para levar 20 turistas ao espaço.

Duda Falcão

ESPAÇO

Avião Espacial Chinês Levará
20 Turistas ao Espaço

Redação do Site Inovação Tecnológica
07/10/2016

[Imagem: Mr Pengxin Han et al. from CALT]
O projeto fala em um avião espacial para cinco passageiros e outro para 20 -
mas a ilustração de divulgação da agência chinesa mostra uma versão para oito.

A China anunciou seus planos para entrar no ramo do turismo espacial. O projeto inclui um avião espacial de grandes proporções - muito maior do que o SpaceShip, da norte-americana Virgin Galactic.

A ideia é levar 20 passageiros em cada voo até a borda do espaço, pouco acima dos 100 km de altitude, onde já é possível sentir a ausência de gravidade e ver a curvatura da Terra.

"O veículo decolará verticalmente, como um foguete, e pousará em um aeroporto automaticamente, sem qualquer intervenção a bordo ou do solo," contou o engenheiro Pengxin Han, da Academia Chinesa de Tecnologia de Lançamentos.

Avião Espacial Chinês

A equipe apresentou duas versões do avião espacial. A primeira tem uma massa de 10 toneladas, 6 metros de envergadura de asa e atingirá uma velocidade de Mach 6 - seis vezes a velocidade do som, por volta de 7.350 km/h, o que o coloca na classe dos aviões hipersônicos. Essa versão terá capacidade para levar 5 passageiros a uma altitude de 100 km. Cada viagem dará 2 minutos de sensação de ausência de peso.

A segunda versão tem 100 toneladas e 12 metros de envergadura, podendo atingir Mach 8 - cerca de 9.800 km/h. Isso será suficiente para levar 20 passageiros a 130 km de altitude, garantindo 4 minutos de brincadeiras flutuando no espaço.

Esta versão maior poderá levar também um foguete adicional, capaz de lançar pequenos satélites em órbita, o que poderá reduzir o custo operacional e, eventualmente, o preço das passagens.

As duas versões deverão ser reutilizáveis, podendo fazer até 50 voos.

[Imagem: Mr Pengxin Han et al. from CALT]
O avião espacial será totalmente automático: sem piloto
e sem controlador em terra.

De acordo com Han, os primeiros testes com o protótipo do avião espacial começarão em dois anos, e as primeiras passagens serão vendidas assim que se demonstrar que o projeto é seguro - ele estima o voo inaugural em escala comercial em 2020.

Turismo Espacial

Outros projetos de naves visando o turismo espacial, já em estágio avançado de desenvolvimento, incluem o Lynx, da empresa XCOR, a cápsula New Shepard, da Blue Origin e o Dream Chaser, da Sierra Nevada, além do SpaceShip Two, da SpaceX.



Fonte: Site Inovação Tecnológica - http://www.inovacaotecnologica.com.br/

Comentário: Normalmente leitor não publicamos notícias internacionais aqui no Blog para não fugirmos do nosso tema que á a divulgação das atividades espaciais brasileiras e de suas ciências correlatas, mas esta noticia serve para comprovar como estamos atrasados na questão espacial e também para trazer de volta ao mundo real os leitores que abraçaram recentemente as fantasias de viagem a Marte do Sr. Elon Musk. Note que, enquanto os chineses trabalham numa nave suborbital para turismo espacial com capacidade para até 20 pessoas, tendo seu primeiro voo comercial previsto para 2020, o desequilibrado e megalomaníaco (tem algo de errado com esse senhor) presidente da SpaceX anunciou recentemente em pleno Congresso Internacional de Astronáutica (realizado recentemente no México) um projeto de uma nave interplanetária com capacidade de transportar para o planeta Marte entre 100 e 200 passageiros, nave esta que poderia até ter algo como uma pizzaria abordo, e tendo o seu voo inicial previsto para 2022. Gente, acorda pra vida, isto não é cinema nem Serie de TV, estamos no inicio do século 21 em 2016 e não em 2116, ou seja, no século 22. Este senhor esta delirando ou então (puxando para o lado das teorias da conspiração) está tendo informações tecnológicas que a grande maioria da humanidade desconhece.

4 comentários:

  1. O Elon Musk deve estar projetando um foguete elétrico à bateria..

    (bá dum tss!!)

    ResponderExcluir
  2. Me alegro quando vejo as potencias estrangeiras se desenvolvendo na área espacial, mas ,fico muito triste em ver o Brasil se rastejando nessa área, pois nem um foguete do tipo V.L.S. .Isso é extremamente inconcebível .

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, acorda! Isso faz parte da propaganda das potências. Não que eu esteja aqui justificando qualquer conformismo subdesenvolvido com nosso deplorável atraso (ou quase abandono) do PEB. Mas que é pura projeção de poder no imaginário coletivo, é. Ajuda a vender a marca "EUA", ajuda a vender a marca "China". Em ambos os casos (mesmo com a Space X), há Estados por trás disso. Basta ver os prazos divulgados tanto pelo Sr. Musk como por essa aventura chinesa, visa a vis o desenvolvimento dos veículos hipersônicos nesses países para se perceber que é uma palhaçada. Tudo bem, eles investem nisso (parabéns para eles), mas há algo mais que simples propaganda de passeios no espaço.

    ResponderExcluir
  4. eu acredito que o Brasil não está atrasado na corrida espacial, a política do Governo e das forças armadas é focada em ciência e tecnologia, da forma mais econômica possível, ou seja se for mais barato usar um Lançador Chinês ou Estadunidense que construir um Foguete Brasileiro Orbital, eles preferem pagar e lançar em outro país, e o dinheiro investir em pesquisas e em novas tecnologias.
    .
    capacidade de fazer o Brasil tem, se o faz ou não é relativo a economia do projeto, pois a tecnologia de explorar Óleo e Gás no Pré-Sal à 7.500 metros de profundidade é muito superior a construção de um Foguete Orbital , tripulado ou não.

    ResponderExcluir