quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Afinal, Quem Lhe Disse Que Verme Não Tem Cabelo Branco????

Caro leitor!

Sr. Samuel Pinheiro Guimarães,
ex-Secretário da SAE no Governo LULA.
Diante das notícias postadas hoje (26/10) pelo BLOG de que o Governo TEMER quer aumentar a participação estrangeira no Setor de Defesa e Aeroespacial e que a FAB está buscando um novo modelo para exploração espacial, recordei de uma declaração estranha feita em 2010 por um ex-secretário de governo tido por alguns de meus leitores como sendo um homem sério (tenho  minhas duvidas quanto a isto).

Vivíamos os meses finais (julho) de 2010 do ex-governo do humorista LULA, quando em um debate sobre o PEB realizado na “Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE)”, em Brasília,  com a participação de representantes do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) o ministro chefe da pasta, o Sr. Samuel Pinheiro Guimarães,  fez uma declaração muito estranha e que jamais foi repetida publicamente por qualquer dos petistas de merda (ou de outro partido qualquer), mas que na época causou-me calafrios.

Disse na época o distinto energúmeno: “O Programa Espacial Brasileiro faz parte do Plano Brasil 2022, e define como meta a colocação em órbita de dois satélites geoestacionários brasileiros e o lançamento do primeiro veículo lançador de satélites (VLS) até o ano 2022, quando o país completa o bicentenário de sua independência”. (veja aqui a matéria da época postada no BLOG)

Ora leitor, será que esse verme petista cometeu um garfe e disse há mais de seis anos atrás que o então pretendido VLS-1 só iria voar em 2022? Não sei, mas explicaria todo este boicote do projeto e todo jogo de cena praticado durante todos esses anos com prazos sendo adiados ano após ano (empurrados com a barriga), tendo agora o mesmo método sendo repetido pelo Governo TEMER.

Vale dizer que se tratando de populistas de merda tudo é possível, até mesmo a venda da própria mãe para ser resgatada posteriormente a preço de banana ou por troca de favores, como queiram.

Porém leitor, conhecedor das artimanhas dessa gente, fico aqui a pensar o que motivaria esses vermes engendrarem um plano tão sórdido como esse. Será que em troca de algo, esses energúmenos negociaram por debaixo do pano com nações estrangeiras a possibilidade do Brasil chegar à autossuficiência espacial somente em 2022 ???? Parece fantástico, né verdade???? Mas com esta gente tudo é possível.

Diante das ultimas notícias, dos fatos ocorridos nesses últimos seis anos e da índole desses vermes políticos e servidores corruptos que infestam a nossa obscura Capital Federal, realmente leitor é algo a se pensar com atenção, e, portanto, resolvi escrever esta pequena nota não só para chamar a sua atenção, mas principalmente para que fique registrada, caso realmente esta teoria (agora levantada por mim) e que espero não seja verdadeira, venha se concretizar na data citada pelo Sr. Samuel Pinheiro Guimarães, gravem este nome. Ah, e não esqueçam do Sr. Braga Coelho, afinal, quem lhe disse que verme não tem cabelo branco????

Duda Falcão

7 comentários:

  1. Esses caras brincam conosco!

    Parabéns pelo trabalho ! Venho aqui todos os dias desde a ultima semana para sa er de notícias relacionadas ao programa espacial brasileiro. ....

    Qual será o próximo lançamento de algum foguete brasileiro seja ele qual for?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Breno!

      Obrigado amigo pelo reconhecimento ao nosso trabalho. Tem sim Breno um lançamento a caminho, e já abordei isso dias atrás aqui no BLOG. Trata-se do voo do foguete suborbital VSB-30 da "Operação Rio Verde", missão esta ligada as atividades do "Programa Microgravidade" da AEB. Este foguete deverá ser lançado de Alcântara agora em dezembro.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Então em 2022 vamos ter tudo isso com participação estrangeira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brehme!

      Se minha teoria acima se confirmar, sim Brehme, e com o passar do tempo cada vez se tornando menos brasileiro, até todo o programa ser assimilado por outras nações. Triste.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Então Duda. Há uma empresa holandesa, a T-Minus, que tem interesse que se crie uma competição de Cansats aqui no Brasil e na América do Sul; acredito que eles possuam interesses em aumentar o mercado deles, já que acredito que a T-Minus seja a empresa européia responsável pelos kits de Cubesats que as equipes de lá utilizam.

      Tô em conversa com os atuais diretores sul americanos da Space Generation Advisory Council (SGAC) para a elaboração de uma competição aqui no Brasil de cansats, caso eu ainda permaneça como delegado da instituição aqui no Brasil.

      Excluir
    3. Olá Brehme!

      Gostei da ideia da competição de Cansats, mas não com essa empresa holandesa fornecendo os kits, acho que esses kits poderiam ser desenvolvidos no Brasil e creio que a BAR poderia ajudar com isso.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    4. Pois é, Duda. Na verdade, a ideia não seria utilizar os kits dessa empresa, a não ser que uma determinada equipe queira comprar. Eu cheguei a ter uma conversa rápida com o idealizar da BAR, mas acredito que eles estão mais focados em foguetes.

      Excluir