terça-feira, 26 de abril de 2016

Agência Brasileira de Inteligência Visita CLBI

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (13/04) no site do “Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI)” destacando que o CLBI recebeu a visita da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).

Duda Falcão

Notícias

Agência Brasileira de Inteligência Visita CLBI

Superintendente Regional do Rio Grande do Norte, da Agência Brasileira
de Inteligência (ABIN), Sr. Jeferson Mário, realizou visita institucional
ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno.

Publicado: 13/03/2016 - 10h28
Última modificação: 15/04/2016 - 12h13

CLBI recebe vista do Superintendente da ABIN.

Na segunda-feira, 11, o Superintendente Regional do Rio Grande do Norte, da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Sr. Jeferson Mário, realizou visita institucional ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, que teve como objetivo estreitar relacionamento entre as duas Instituições, partícipes do Sistema Brasileiro de Inteligência (SISBIN). Esse Sistema é um colegiado que, atualmente, reúne 38 órgãos federais de 19 ministérios, promovendo às instituições brasileiras o compartilhamento de dados e informações com a finalidade de fornecer subsídios à Presidência da República, assessorando-a nas questões de interesse do Estado e da sociedade.

A visita da Superintendência da Agência ao Centro busca um alinhamento e uma aproximação para possibilitar uma mútua troca de informações, balizada na doutrina e aprimoramento da atividade de inteligência, tanto na difusão quanto na proteção do conhecimento, dentro do enfoque sistêmico. O levantamento do tema sobre proteção do conhecimento abriu espaço para a participação do CLBI no Simpósio de Proteção ao Conhecimento a ser realizado no mês de outubro.

Na apresentação institucional, a cargo do Oficial de Inteligência do CLBI, Major de Infantaria Elthon dos Santos, foram ressaltadas a missão e as atividades operacionais do Centro de Lançamento dentro do contexto do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), as possíveis ameaças bem como as ações de prevenção e proteção do conhecimento sensível. Após a apresentação, o Diretor do CLBI, Coronel Aviador Paulo Junzo Hirasawa, acompanhou o Superintendente em visita às instalações, enfocando nos setores operacionais. Foram visitados o setor de Preparação e Lançamento (lançadores e casamata), os radares Adour e Bearn e a Estação de Telemedidas, onde a visita teve ainda maiores detalhamentos dos equipamentos e sistemas cativos.

Ao final, o Diretor do Centro, como balanço da ilustre visita, destacou a importância desta ação como um canal de comunicação facilitador para a qualidade e velocidade das informações dentro do SISBIN: “O CLBI, como Organização importante no cenário das atividades espaciais, de grande interesse nacional e internacional, deve ter preocupação quanto ao tratamento dos dados sensíveis, sejam eles produzidos e/ou recebidos, e utilizados na agilidade que cada caso requer. E essa aproximação que se inicia possibilitará um melhor trabalho de Inteligência, que em muitas ocasiões é o diferencial para o sucesso de uma Organização."

ABIN

A ABIN foi criada pela lei 9.883, de 7 dezembro de 1999, que tem como função fornecer ao presidente da República e a seus ministros informações e análises estratégicas, oportunas e confiáveis, necessárias ao processo de decisão. Constitui-se em órgão de Estado permanente, apartidário e apolítico, com atuação nacional e representações no exterior. Como Órgão Central do SISBIN, produz conhecimentos estratégicos por meio da análise de fatos, eventos ou situações que permitam a identificação de oportunidades e ameaças relacionadas à proteção das fronteiras nacionais, à segurança de infraestruturas críticas, à contraespionagem, ao terrorismo, à proliferação de armas de destruição de massa, a políticas estabelecidas com outros países ou regiões, à segurança das informações e das comunicações, à defesa do meio ambiente, à proteção de conhecimentos sensíveis produzidos por entes públicos ou privados, entre outros assuntos.



Fonte: Site do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI)

Comentário: Bom, bom, muito bom mesmo. Não há como se conduzir um programa de alta tecnologia sem contar com o apoio de uma agencia de inteligência ativa e preparada para enfrentar os ataques de empresas, instituições e de agencias de inteligência de nações mal intencionadas. Isto faz parte deste jogo e já deveria ter sido feito desde que o PEB foi fundado. Talvez se assim fosse, muita coisa poderia ter sido evitada. Espero e torço realmente que esta iniciativa esteja sendo conduzida com competência e seriedade, já que dela depende a nossa soberania.

Nenhum comentário:

Postar um comentário