sexta-feira, 10 de abril de 2015

INPE é a Segunda Instituição no Ranking Latino-Americano do Google Scholars

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (09/04) no site do “Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)” destacando que o instituto é segunda instituição no ranking latino-americano do Google Scholars.

Duda Falcão

INPE é a Segunda Instituição no Ranking
Latino-Americano do Google Scholars

Quinta-feira, 09 de Abril de 2015

De acordo com a última atualização do Google Scholars, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) é o segundo centro de pesquisa na América Latina e o 32º no mundo, entre 8.000 instituições, do Ranking Web (Webometrics). Os critérios de avaliação levam em consideração uma série de dados disponíveis na internet, que estão agrupados pelos indicadores de visibilidade, de atividade (Google), números de páginas web, quantidade de arquivos (docx, pptx, pdf, etc) e números de artigos no Google Scholars.

No ranking dos cientistas brasileiros, o pesquisador Walter Gonzalez, da Divisão de Geofísica Espacial do INPE, aparece na 87ª posição. O ranking considera cientistas de todas as áreas do conhecimento e utiliza o indicador h-index como critério de colocação. O h-index igual a 44 de Gonzalez significa que o cientista do INPE possui 44 artigos de sua autoria citados em outros artigos pelo menos 44 vezes. Como critério de desempate, o Google Scholars utiliza o número total de citações de artigos do pesquisador, que no caso de Gonzalez, 8.707.

A participação dos cientistas no Google Scholars é voluntária e apesar de o Web Ranking não ter como objetivo principal ranquear instituições e pesquisadores, a avaliação é bastante utilizada no meio científico e acadêmico como indicador de produtividade científica.

O ranking dos pesquisadores brasileiros está no link http://www.webometrics.info/en/node/102; e das instituições latino-americanas, em http://research.webometrics.info/en/Americas/Latin_America


Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Um comentário:

  1. CNEA, la institución de energía atómica más avanzada del hemisferio sur aparece en el puesto 347. En fin…

    ResponderExcluir