Governo Brasileiro Avança no Rompimento do Tratado com a Ucrânia


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (07/03) no site “TELETIME” destacando que o Governo Brasileiro avança no rompimento do tratado com a Ucrânia.

Duda Falcão

SATÉLITES

Governo Brasileiro Avança no
Rompimento do Tratado com a Ucrânia

Por ANDRÉ SILVEIRA
Quarta-feira, 07 de março de 2018 , 19h07


O governo criou três Grupos Técnicos (GT) para dar seqüência ao Programa Especial Brasileiro e formalizar o rompimento do Tratado sobre Cooperação de Longo Prazo na Utilização do Veículo de Lançamentos Cyclone-4 no Centro de Lançamento de Alcântara, celebrado no ano de 2003 com o governo da Ucrânia. Segundo as resoluções publicadas no Diário Oficial desta quarta-feira, 7, um dos Grupos trabalhará especificamente na tratativas de elaboração de acordos de salvaguardas tecnológicas com Estados estrangeiros. Este GT será composto por representantes dos Ministérios da Defesa; Relações Exteriores; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); e Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. A coordenação do Grupo Técnico ficará a cargo do Ministério das Relações Exteriores.

O segundo GT terá como foco o liquidação da empresa pública binacional Alcântara Cyclone Space (ACS). A coordenação deste GT ficará com o MCTIC, e a composição será por representantes da Casa Civil; Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e Ministérios da Defesa; das Relações Exteriores e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Para elaborar uma proposta de equacionamento da questão fundiária e patrimonial do Centro de Lançamento de Alcântara, foi criado um terceiro Grupo Técnico, formado por representantes da Casa Civil; Ministérios da Defesa; do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; e Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. A coordenação ficará a cargo do representante da Casa Civil. Todos os Grupos Técnicos terão 90 dias para a conclusão dos trabalhos.

Na época do contrato, a empresa ACS foi constituída para viabilizar o lançamento de foguetes pelos dois países. No entanto, não houve avanço neste sentido e nenhum foguete foi lançado pela empresa. Na última segunda-feira, 5, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab declarou que o acordo bilateral para lançamento de foguetes na base de Alcântara, no Maranhão foi "um grande equívoco, reconhecido por todos". Mas que agora esse acordo está sendo desfeito – juntos, os governos teriam gastado cerca de R$ 1 bilhão.


Fonte: Site TELETIME - http://www.teletime.com.br/

Comentário: Pois é leitor, tá ai a notícia e tomara que ela seja verdadeira e conduzida com lisura e competência, mas eu duvido disso. Engraçado Ministro Kassab, seu presidente de merda nunca disse nada sobre esse ‘equivoco’ quando era vice-presidente apoiando esse acordo desastroso sem dar ouvidos há quem deveria. E agora o ‘equivoco’ é reconhecido por todos depois da porta arrombada? Vocês todos são políticos irresponsáveis de merda e por causa disso que este acordo foi assinado em primeiro lugar, apesar do apelo contrario da Comunidade Espacial do país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial