quinta-feira, 16 de julho de 2015

V Fórum de Pesquisa e Inovação Acontece no CLBI em Outubro

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (16/07) no site da Força Aérea Brasileira (FAB), destacando que o “V Fórum de Pesquisa e Inovação” acontecerá no CLBI em outubro.

Duda Falcão

V Fórum de Pesquisa e Inovação
Acontece no CLBI em Outubro

O objetivo do evento é reunir cientistas da
área aeroespacial e divulgar pesquisas

CLBI/DCTA/Agência Força Aérea
16/07/2015 - 08:36h


A quinta edição do Fórum de Pesquisa e Inovação do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) acontecerá este ano nos dias 28 e 29 de outubro em Natal (RN). O evento ocorre em conjunto com o Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente (SBAI). As inscrições para ouvintes ainda não estão abertas, mas aqueles que desejam apresentar trabalhos têm até o dia 31 de julho para submissão de resumos.

Um dos organizadores do evento, Major Bruno César Jahnsen, explica que o evento é dividido em dois eixos temáticos: tecnológico e transversal. No primeiro, os assuntos estão relacionados à atividade de desenvolvimento, lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, materiais, produtos, sistemas ou tecnologias. Já no transversal, serão aceitos trabalhos nos campos de saúde ocupacional, meio ambiente, gestão de processos, qualidade ou outros que tenham alguma conexão com a atividade aeroespacial.

"Nosso objetivo é reunir a comunidade científica e promover a divulgação de pesquisas relacionadas às áreas de importância ao nosso Centro. Queremos mostrar que o CLBI está de portas abertas para hospedar projetos científicos, como já acontece por meio de parcerias com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)", explica o Major Jahnsen.

A programação do Fórum incluirá minicursos, palestras e a apresentação dos trabalhos aprovados. Para submissão de trabalhos, clique aqui.


Fonte: Site da Força Aérea Brasileira (FAB) - http://www.fab.mil.br

Comentário: O Blog BRAZILIAN SPACE apoia incondicionalmente eventos como este, já que apesar da trupe desta debiloide que esta no poder e do zero a esquerda que está na presidência desta Agencia Espacial de Brinquedo (AEB), felizmente ainda existem grupos sérios através do país realizando pesquisas e desenvolvimento tecnológico na área espacial, sendo esta uma boa oportunidade de apresentar a Sociedade o que se está sendo feito de concreto nesta área. É de suma importância para o PEB que a Sociedade tome cada vez mais conhecimento das atividades espaciais realizadas no país e principalmente de seus benefícios a curto, médio e longo prazo. Só assim poderemos um dia ter a força política necessária para fazer esses energúmenos mudarem de atitude. Educação de qualidade aliada ao desenvolvimento científico e tecnológico são a mola mestra do desenvolvimento de qualquer sociedade. Portanto, você que trabalha na área, tem um projeto espacial em curso, faça um esforço se inscrevendo e participando deste ”V Fórum de Pesquisa e Inovação do CLBI”.

7 comentários:

  1. além do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) em Natal (RN) e do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) em Alcântara (MA) , o Brasil poderia por ser muito Importante ter um 3° Centro de Lançamento da Ilha Fluvial de Marajó, cabendo da escolha do Município de Soure ou de Chaves, as duas cidades na linha do Equador.

    ResponderExcluir
  2. -- essa possibilidade muito significativa se retrata pelo motivo de que o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) em Natal (RN) é de pequeno porte, lançamentos de Foguetes Sonda e também pelo motivo do Centro de Lançamento está posicionado próximo a cidade Capital de Natal.
    .
    -- já o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) em Alcântara (MA) tem o impasse de Aldeias Quilombolas fixadas dentro da Área do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) em Alcântara (MA), e também de estar próximo da cidade capital São Luís, com lançamentos de Foguetes Sondas e Foguetes pequeno (VLS-1) a médio (SYCLONE 4 ).
    .
    -- a idéia de um 3° Centro de Lançamento na Ilha Fluvial de Marajó , é uma idéia da AEB já antiga, outras áreas já foram cogitadas, como uma área próximo ao porto do Pecém, no estado do Ceará e outra área também já estudada no estado do Rio Grande do Norte, próximo a cidade de São Miguel do Gostoso, uma área longe de grandes centros urbano.

    ResponderExcluir
  3. Soure é um município brasileiro do estado do Pará localizado na mesorregião do Marajó e na microrregião do Arari a uma latitude 00º43'00" sul e a uma longitude 48º31'24" oeste, estando a uma altitude de 10 metros.
    .
    .
    Localização de Alcântara ----> latitude 02° 24' 32" S longitude 44° 24' 54" O
    .

    a localização de Soure ---> latitude 00º 43' 00" S longitude 48º 31' 24" O

    .
    Soure no Pará está praticamente na Linha do Equador com posição geográfica bem melhor que Alcântara no Maranhão.

    ResponderExcluir
  4. é mesmo, e pelo visto o município de Soure tem 3 vantagens em relação a Barreira do Inferno e Alcântara.
    .
    -- 1° está muito afastado de Belém
    .
    -- 2° não tem aldeias Quilombolas
    .
    -- 3° está praticamente na Linha do Equador
    .
    -- 4° e sua extensão é paralela ao Oceano Atlântico, tendo um Sítio excelente , para não dizer o melhor do planeta.

    ResponderExcluir
  5. Localização da (CLBI) ---> latitude 05° 55’ 30” S longitude 35° 09’ 47” O
    .
    Localização de (CLA) ----> latitude 02° 24' 32" S longitude 44° 24' 54" O
    .

    a localização de Soure ---> latitude 00º 43' 00" S longitude 48º 31' 24" O

    .
    Soure no Pará está praticamente na Linha do Equador com posição geográfica bem melhor que Alcântara no Maranhão.

    ResponderExcluir
  6. caso a AEB venha mesmo instalar uma 3° Centro de Lançamento em outro local , é de tamanha importância que seja em um território totalmente cercado e intransponível da FAB e que tenha uma área em torno de 62.000 hectares para no futuro funcionar bases de Lançamentos de Foguetes de Grande Porte, com total segurança de uma Área isolada de habitações por perto e com o Oceano Atlântico a sua frente como fuga de escape em caso de acidentes.
    .
    vamos pensar com Carinho nessa ideia e promovê-la , que seria uma ótima maneira de ajudar o Brasil a desenvolver cada vez mais seus projetos Aero-Espaciais.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir