sexta-feira, 16 de julho de 2010

Jovens Promissores - Engenharia Elétrica

Olá leitor!

Dando seqüência à série "Jovens Promissores" com exemplos de jovens brasileiros que vem se destacando em diversas áreas no Brasil no setor da ciência e tecnologia, segue abaixo uma matéria publicada dia (04/07) pelo site do jornal “O VALE” destacando que um aluno de Engenharia Elétrica (já abordado aqui no blog veja a nota O Milagre de Santa Isabel - Artigo) do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) usa seu talento para descobrir “Campeões”.

Duda Falcão

Região

Aluno do ITA Usa Talento para Descobrir 'Campeões'

Cursinho para olimpíadas do conhecimento criado

por ele dá oportunidade para alunos carentes

Xandu Alves

São José dos Campos

O VALE

04 de julho de 2010 - 08:14

Talentos são como as flores: nascem, desabrocham e deixam um legado de beleza à posteridade. Da mesma forma, perdem a exuberância quando esquecidos. Assim como as plantas precisam de água, sol e terra fértil, os talentos prosperam quando descobertos e incentivados. Não caem do céu feito a chuva e podem se perder ao longo do caminho.

Aluno de Engenharia Elétrica do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), em São José dos Campos, Marco Antonio Lopes Pedroso, 18 anos, é um exemplo de talento bem desperto e produtivo. Só entrou na rigorosa e cobiçada escola de engenharia, entre as melhores do país, por saber aproveitar as oportunidades. Aprendeu desde cedo que, com esforço e dedicação, é capaz de ir longe. Muito além do jardim de casa.

Essa é a história do aluno de escola pública da pequena Santa Isabel que está alcançando as estrelas e ajudando a mudar a educação em sua cidade plantando solidariedade.

Choque

Talentos precisam de atrito para projetar luz. Filho de um professor e de uma arquiteta, o jovem estudante de Santa Isabel ganhou uma bolsa na escola particular na qual o pai lecionava. Mas o colégio fechou as portas e ele foi obrigado a mudar para uma escola estadual. O choque foi grande. "Alunos demais em sala de aula, professores que faltavam e muita bagunça", conta Pedroso. "Percebi que tinha que tomar uma postura para não ficar para trás."

O estímulo surgiu em casa. Ele e o irmão mais novo, Álvaro Lopes Pedroso, 16 anos, mergulharam nos livros para enfrentar olimpíadas do conhecimento e almejar bolsas de estudo em colégios particulares de ponta. Em dois anos, de 2005 a 2007, ganharam 69 medalhas e menções honrosas em competições de matemática, física e informática.

São Paulo

A performance levou os irmãos ao colégio Etapa, de São Paulo, com bolsa integral para o ensino médio. A mensalidade é de R$ 2.000. Eles não pagam. "Lá, encontrei mais pessoas como eu, que gostavam de estudar", diz Marco Antonio Pedroso. "Mas tive que estudar muito mesmo."

Solidariedade

Ele também conseguiu uma bolsa no programa Ismart (Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos), ONG do Rio de Janeiro que possui parceria com São Paulo e São José. O programa já ajudou 852 alunos brilhantes de baixa renda.

Tanta "sorte" fez com que Pedroso quisesse devolver à sociedade um pouco de suas conquistas. Junto com o irmão, em 2008, ele fundou o OSI (Olímpicos de Santa Isabel), curso preparatório para olimpíadas do conhecimento que está mudando a rotina educacional na cidade.

Mais de 300 alunos passaram pelo curso, que funciona sábados e domingos na escola estadual Gabriela Lobo. O grupo já conseguiu 157 prêmios no Brasil e exterior. Para orgulho da diretora Dalva Akl: "Os torneios incentivam o estudo."

Orgulho

A mãe dos irmãos, a arquiteta Teresinha Pedroso, 45, mostra com orgulho a medalha de bronze que Marco ganhou na Alemanha, em 2009, na Olimpíada Internacional de Matemática. "Os torneios levaram meus filhos a amar os estudos e a desafiarem-se cada vez mais. Não tem segredo. Tudo depende do esforço", ensina.

Fonte: Jornal “O VALE” - 04/07/2010

Comentário: Pois é leitor, esse é o tipo de pessoa que o nosso Programa Espacial precisa. Um grande exemplo, não só para o PEB, como para o funcionalismo público, congresso, governo e para sociedade brasileira como um todo. O jovem Marco Antonio Lopes Pedroso não é como muitos que militam no PEB, que gastam seu tempo choramingando pelos jornais, revistas, programas de TV, invés de meterem a mão na massa e resolverem seus problemas. O jovem Marco Pedroso conhece seus limites e suas dificuldades, porém, busca soluções fazendo as mesmas acontecerem. O jovem Marco Pedroso é “Gente que Faz”. Diferentemente de muitos no Brasil que gastam horas, dias, meses, anos num bate-papo interminável e infrutífero junto a diversos fóruns políticos, sociais, educativos e no final não realizam nada. Gente de muita conversa e pouca ação. Parabéns ao jovem Marco Pedroso, pela sua iniciativa, perseverança dedicação, competência, dinamismo, brasilidade e solidariedade para com o próximo. Você jovem Marco é “Gente que Faz” e, portanto tem meu respeito, admiração e apoio. Continue assim, o Brasil dos verdadeiros brasileiros lhe agradece.

2 comentários:

  1. Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Melissa.

    ResponderExcluir
  2. Ok Melissa, obrigado pelo reconhecimento ao meu trabalho. Darei sim uma olhada.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir