sexta-feira, 20 de maio de 2016

A Equipe Gaúcha MICROGUAPOS no Festival de Minifoguetes de Curitiba 2016

Olá leitor!

Em homenagem a um dos pioneiros do Espaçomodelismo no Brasil, o Sr. Paulo Gontran Ramos, gaúcho de Porto Alegre, mas agora vivendo em Pelotas-RS, resolvi publicar aqui o e-mail enviado por ele e recebido ontem (19/05) pelo nosso BLOG divulgando a participação de sua equipe “MICROGUAPOS” na terceira edição do Festival de Minifoguetes de Curitiba, evento este realizado em abril passado.

Segue abaixo o e-mail acompanhado de fotos, resultados obtidos pela equipe e singelos agradecimentos feitos pelo Sr. Paulo às pessoas que contribuíram de alguma forma para a participação da equipe no Festival deste ano.

Desde já o Blog BRAZILIAN SPACE parabeniza o Sr. Paulo Gontran por continuar contribuído com o Espaçomodelismo Brasileiro e aproveita também para parabeniza-lo e a sua equipe pela participação no Festival, ao mesmo tempo que agradece também a todos que contribuíram para que esta participação fosse possível. Sucesso sempre Sr. Paulo.

Duda Falcão

Bom dia amigos(as) e Profs.

A comissão do III Festival de Minifoguetes de Curitiba, UFPR, revisou as medidas obtidas pelos altímetros e reclassificou nosso foguete "Esgualepado".

Passamos de Terceiro para Segundo lugar na categoria (precisão) 200m. O nosso Esgualepado da classe C permaneceu em Terceiro lugar, como  antes. A conquista foi nossa, um trabalho de equipe Microguapos.

Parabéns Leandro Giacomazzi (PUC-RS) e Gilberto Kreisler Neto (UFPEL) !

Em especial os meus agradecimentos vão para:

Prof.Dr. Carlos MarchiUFPR, e equipe; por toda organização do Evento e incansável dedicação a todos participantes.

aos parceiros científicos;

Profa. Dra. Thaís Russomano
Prof. MS Júlio César Marques de Lima

ambos do MicroG - Centro de Microgravidade da PUC-RS, por todo apoio que nos deram na execução e testagem dos foguetes "Esgualepado" e "Poyehali".

Agradeço também ao Dr. Jocelin Azambuja, Pres. da Câmara de Fomento das Relações Brasil-Rússia pela divulgação que deu acerca de nosso prêmio no site daquela instituição.

Agradeço igualmente à divulgação dada pelo Sr.Duda Falcão no Blog Braziliam Space além do estímulo de vários amigos, parentes e Profs. que nos enviaram mensagens de estímulo, amizade e congratulações.

Paulo Gontran Ramos
CEGAPA- Centro Gaúcho de Pesquisas Espaciais
Aluno da Eng.Elétrica IFSUL, Pelotas (RS)

Equipe MICROGUAPOS - Da esquerda para direita, Leandro Giacomazzi
(PUC-RS) e Gilberto Kreisler Neto (UFPEL) e Paulo Gontran Ramos (CEGAPA)

Um comentário:

  1. O grupo CEFAB, parabeniza a todos os componentes da Equipe MICROGUAPOS, em especial ao amigo Paulo Gontran Ramos. Afinal de contas, o Centro Gaúcho de Pesquisas Espaciais-CEGAPA, tem uma história de relevadas contribuições as causas do Espaçomodelismo do nosso país. É isso amigo antigão, Gontran! o senhor reflete o nosso lema, aqui em Salvador, " Em direção para as estrelas por nossas próprias mãos", já que os órgãos competentes do governo, passam desapercebidos, quanto a essa importantíssima atividade, que selecionam como celeiro, os futuros engenheiros que trabalharão no PEB. Dizem por aí, que o americano achou, e segurou com todas as garras, as ricas oportunidades na operação" Paper Clipe", o caminho para a lua, mas até hoje, a mais de 50 anos, o Brasil, não consegue achar, pelo menos a trilha para a conquista do céu. Mas creio fielmente de que, após fomentar legalmente a nossa Associação Brasileira de Minifoguetes ( ABMF) ou ( BAR ), encontraremos definitivamente o verdadeiro caminho do céu. A responsabilidade de todos os entusiastas, em não deixar essa chama se apagar, é o único caminho para a sobrevivência de tornar físico os nossos sonhos. Algumas coisas prioritárias para nossa subsistência, precisam ser acreditadas, sem serem vistas. A fé coletiva de todos, em cada estado desta nação, é algo para se entender, de que é necessário lutarmos pelos interessasses do PEB e da ABMF, é um estado dinâmico para ser transformado constantemente. A realidade é que o Brasil atual em que vivemos, é um lugar ainda difuso, quanto á ajuda governamental em tornar priori este desafio científico, ainda é dificultoso e onerado, a prática desta contagiante atividade, não por causa daqueles incompetentes governantes do passado, e ostensivos aos parlamentares atuais, mas sim, em primeiro lugar, por causa daqueles participantes, que se dizem amantes do espaço, pessoas que observam e deixam acontecer, os atos de não compromissos dos políticos, de irresponsáveis com o PEB, essas pessoas não esboçam qualquer atitude, no intuito de salvar os objetivos científicos, de que tanto veneramos. Descobrir que, quanto mais aumenta nosso conhecimento da verdade que está acontecendo, mais evidente fica nossa ignorância em definir este caminho, em busca de realizações e soluções emergenciais, atribuídas as nossas atividades, chegou a hora de sairmos de nossa zona de conforto.O grupo que deixar de se movimentar, não sentira as correntes que o prenderam á mais de 50 anos atras. Para finalizar galera abençoada de muitas proezas e otimismos, ainda existem muitas causas que valem o sacrifício, muitas histórias e desafios serão travados, para o sucesso de nossa missão. O exercício anual do Festival de Minifoguetes de Curitiba, representa um Vento de Cauda favorável, tornando vital nossa subsistência, testifica com isso, de que nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir. Em fim! o que me preocupa no momento, não é o o grito no vácuo, da AEB ou do novo governo, mas o silêncio dos bens intencionados com a atividade. Abraços á todos, de todo coração de um Brasonauta, com 58 de idade, que ama incontestavelmente esta atividade, e o espaço sideral".

    ResponderExcluir