sexta-feira, 23 de julho de 2010

Cidade no Rio Vira Alvo de Caçadores de Meteorito

Olá leitor!
Segue abaixo uma notícia postada hoje (23/07) no site “R7 Notícias” destacando que a cidade fluminense de Varre-Sai vira alvo de "Caçadores de Meteorito".

Duda Falcão

Tecnologia e Ciência

Cidade no Rio Vira Alvo de Caçadores de Meteorito

Prefeito oferece recompensa para

quem achar partes da pedra

AE - Agência Estado
23/07/2010 às 15h52

Foto Alexandre Vieira/Agência O Dia/AE

Agricultor Germano da Silva conta que viu uma "nuvem avermelhada" rodando no céu, ouviu estrondos e sentiu tremores no chão durante queda do meteorito

A pequena cidade fluminense de Varre-Sai, a 375 km da capital do Rio, tornou-se destino de um tipo diferente de turistas - os caçadores de meteoritos (fragmentos de asteróides, cometas ou planetas que passam pela atmosfera da Terra e chegam à superfície).

Eles estão à procura de fragmentos de um objeto que caiu no município há um mês. Há duas semanas, um casal de bolivianos foi preso, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, com três pedaços do meteorito. O prefeito Everardo Ferreira (PP) oferece bicicletas de recompensa aos estudantes que recuperarem partes da pedra.

O prefeito diz que pretende criar um museu astronômico como forma de fomentar o turismo na região.

– Queremos incentivar os alunos para que estudem a região, vivenciem esse achado tão importante para a cidade. Queremos também que o meteorito fique em Varre-Sai.

Varre-Sai entrou para a rota do comércio de meteoritos na noite de 19 de junho, quando o agricultor Germano da Silva Oliveira, de 62 anos, viu um rastro vermelho no céu e uma explosão. No dia seguinte, ele caminhou até um campo de plantação de mandioca e encontrou uma pedra acinzentada, com 600 gramas e 12 centímetros. Levou para professores de uma escola municipal. Deu sorte.

A professora Filomena Ridolphi, cadastrada na Olimpíada Brasileira de Astronomia, reconheceu a relevância do material.

O físico Marcelo de Oliveira Souza, professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense e coordenador do Clube de Astronomia Louis Cruls, explica que há poucos registros de quedas de meteoro.

– O resgate é mais raro ainda. Os relatos de Oliveira são importantíssimos para entendermos a trajetória, como chegou à atmosfera. Cada meteorito pode trazer informações novas sobre a formação do Sistema Solar. Ficou milhões de anos vagando pelo Universo.

Estima-se que haja um pedaço gigante, de cerca de 20 quilos. O último registro de meteoro a cair no Rio com posterior resgate é de 1869.


Fonte: Site R7 Notícias

Comentário: O blog já havia postado informações sobre esse fato (veja aqui as notas Meteorito é Encontrado em Cidade do Noroeste do Rio , O Meteorito de Varre-Sai na Mídia) e agora nota que o mesmo tomou uma dimensão ainda maior do que se esperava, envolvendo até uma tentativa de contrabandear parte do meteorito para fora do país. Em nossa opinião as autoridades que nem sempre são competentes (na verdade quase sempre não o são) devem procurar uma maior fiscalização e acompanhamento desse incidente para evitar que fatos como esse voltem a ocorrer.

2 comentários:

  1. olá sou de VALENTE NA BAHIA eu axei uma perda q axo q pode ser um meteorito, mas est na duvida .gostaria de saber se tem como descobrir se e uma dessas. grato.

    ResponderExcluir
  2. Olá Priscila!

    Entre em contato com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), tire algumas fotos da pedra e envie para o e-mail deles que você poderá encontrar no site da Universidade. Tá ok? Boa sorte.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir