segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Primeiro Satélite Geoestacionário Brasileiro Deve Ser Lançado em Março

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (02/01) no site da “Rádio Jovem PAN” destacando que o Satélite Frankenstein do governo, o SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações).

Duda Falcão

Jornal da Manhã

Primeiro Satélite Geoestacionário
Brasileiro Deve Ser Lançado em Março

Por Jovem Pan
Informações do repórter Vitor Brown
02/01/2017 - 08h17
Atualizado em 02/01/2017 - 12h55

Foto: Reprodução
A expectativa é de que o aparelho amplie o acesso à banda larga
e permita que o sinal de Internet chegue a locais remotos do País.

O Governo do Brasil deve lançar em março de 2017 o primeiro Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações.

A expectativa é de que o aparelho amplie o acesso à banda larga e permita que o sinal de Internet chegue a locais remotos do País, como a região da Amazônia. O equipamento tem cinco metros de altura e pesa quase 6 toneladas.

A ferramenta também deve ajudar o Governo a aprimorar sistemas de troca de dados e inteligência.

Após o lançamento, o Brasil passará a fazer parte do pequeno grupo de países que contam com o próprio satélite geoestacionário de comunicações e não precisam alugar aparelhos de empresas privadas.

O Ministro da Defesa, Raul Jungman, destacou que a medida deve trazer mais segurança ao sistema de comunicações do país.

Ele lembrou ainda que o Governo investiu mais de R$ 2 bilhões no projeto e ressalta que o lançamento do primeiro satélite próprio levará a uma grande economia, nos próximos anos.
O processo de produção do equipamento contou com a participação de 51 engenheiros e técnicos brasileiros.

O especialista em telecomunicações Eduardo Tude ressaltou que a ferramenta deve contribuir para a universalização do acesso à Internet, no Brasil. “Este satélite contém sistema de comunicações que vai permitir a comunicação em banda larga e expandir esse serviço para o Brasil”, disse.

Eduardo Tude acrescentou que o sistema brasileiro de telecomunicações ganhará mais autonomia, depois que o satélite for colocado em órbita.

O aparelho deve ser levado de navio até a Guiana Francesa, de onde será lançado no dia 21 de março. O satélite permanecerá em testes por 60 dias e deve entrar em operação definitiva no final do primeiro semestre.



Fonte: Site da Rádio Jovem PAN - http://jovempan.uol.com.br/

Comentário: Pois é leitor, esta aí a noticia para quem acredita nesta balela toda, e agradecemos ao leitor Jahyr Jesus Brito pelo envio da mesma.

5 comentários:

  1. Pode me explicar o que há de tão errado neste projeto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jesse Tavares!

      Tudo, porém já expliquei isto diversas vezes, é só buscar nos meus comentários nas notas sobre este Frankenstein postadas no Blog.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. minha explicação é a mais simples possível, tomo como exemplo um aluguel de casa que você ficou pagando por 40 anos e que depois desse tempo você economizou um dinheiro nesse tempo dos 40 anos e resolveu não mais pagar aluguel e sim comprar sua casa própria, todos da sua família iriam adoram a ideia, porém a pessoa que te alugava a casa não irá gostar dessa nova ideia, como tudo que gira no Brasil, o dinheiro é que nos destroem como nação devido a falta de uma educação de 1º mundo

      Excluir
  2. Existem dezenas de matérias sobre este assunto no blog. Eu gosto muito deste blog, leio sempre que posso, mas não é a primeira vez que faço uma pergunta e você me manda ver as matérias passadas. Bastava uma simples explicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jesse!

      Resumindo tudo numa simples explicação o projeto deste satélite não e nada bom para o Brasil em aspecto nenhum, seja ele da área de Defesa,seja da área de comunicações civis ou da área Tecnológica. Bom é isso.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir