quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O Caso da Extinção da MECTRON - Parte 4

Olá leitor!

Trago agora para vocês mais um capítulo do caso MECTRON. Segundo a minha fonte o mesmo esteve dias atrás com alguns de seus informantes que lhe passaram o seguinte:

1 - Existe um enorme passivo trabalhista que a Odebrecht não quer pagar.  Como a MECTRON não foi vendida e sim seus projetos, a demissão dos funcionários cabe à própria Odebrecht.  Só que isto custa muito caro, já que existem funcionários que receberiam quase 1 milhão de rescisão.  A empresa propôs pagar em 36 meses, porém isso é ilegal e o sindicato da categoria não aceitou.  Está um grande impasse.

2 - Cogitou-se até da AEL abrir uma subsidiaria em SJC, mas essa ideia não foi à frente e não se sabe o porquê disto.

3 - A ida dos projetos da MECTRON para a AVIBRAS ainda não se concretizou e há ainda uma grande interrogação se irá realmente acontecer.  Há opiniões a favor e contra dentro da AVIBRAS aliado ao fato de uma empresa de consultoria ter desaconselhado a aquisição.  A queda do presidente pode não ter diretamente a ver com isso (talvez tenha sido a gota dàgua). O pior cenário é que os projetos simplesmente desapareçam...

4 - E o mais importante é que certamente tem dedo do inimigo nisso.  A Odebrecht tem muitos negócios nos EUA e foi gentilmente aconselhada a se livrar da MECTRON para continuar com negócios por lá.  Segundo a minha fonte, ele estava achando estranho que quisessem acabar com o projeto mais avançado já desenvolvido no Brasil, o MAR.  Agora faz todo o sentido.

Minha fonte finaliza dizendo que na opinião dele a Odebrecht é uma empresa predadora para o país, e como tal tinha de ser extinta e seus executivos todos presos, coisa que concordamos em grande parte e somos até ainda mais radicais quanto aos seus executivos e todos os vermes envolvidos neste episódio. Afinal leitor, como traidores da pátria, todos eles deveriam ser fuzilados em praça publica para assim dar o exemplo, e seus familiares diretos expulsos do país com a perda da cidadania e também dos bens, para assim amenizar os prejuízos causados a Sociedade Brasileira e ao país.

Duda Falcão

8 comentários:

  1. Tem que multar a Odebrecht, prender seus donos, mas manter a empresa ativa. Os EUA não destruíram a GM, pois empresas geram empregos. Essa teoria de destruir as empresas nacionais é de autoria do moro. E ainda tem militares que condecoram um juiz como esse.

    ResponderExcluir
  2. O Mouro nao tem nada a ver com historia. Quem descumpriu a lei a todo momento foi a Odebretch. Se o juiz tah querendo puni-la por isso, nao temos o que reclamar.
    Quanto ao conselho que ela possa ter ouvido sobre se livrar da Mectron, pode ser verdade ou soh boato. Sou do pensamento de que nós brasileiros nos autosabotamos. Basta ver o conselho da consultoria de nao pegar os projetos e a Avibras estar relutante em fazer isso.

    ResponderExcluir
  3. Gente.. A mectron precisa simplesmente sair da mao da odebrecht e voltar a ser A EMPRESA de defesa do pais... A unica ainda que faz missil.... Bem administrada com o corpo tecnico que tem e com um PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DAS FORCAS ARMADAS, tem tudo pra ir pra frente... So culpar a empresa pelos prp lemas eh facil... Agora que as forcas sao a maior culpada pelo momento que vive eh verdade...... Ou se olharmos pra traz.. Tecnasa, tectelcom, engesa, dentre outras faliram.. Sera q foi culpa delas??? #falei

    ResponderExcluir
  4. A empresa é protagonista de um dos maiores casos de corrupção da história e o petralha acima pede a cabeça do juiz que julgou o processo. Só aqui no Brasil mesmo...

    ResponderExcluir
  5. Guilherme, existe acordo de leniência. Tem que punir o CPF não o CNPJ. Como disse o Joseh: A Mectrron é a única empresa nacional que fabrica mísseis. Os EUA, que talvez seja seu ídolo como país, não destrói suas próprias empresas. Veja o caso de corrupção da Lockheed nos anos 70.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada a ver com a Lockheed, onde a descoberta dos casos de corrupção ocorreram fora dos EUA. A partir desse escândalo, corrupção fora dos EUA também se tornou crime. A ajuda do governo americano ocorreu antes dos escândalos de suborno. Fora isso, até agora só vi o Sérgio Moro homologando acordo de leniência com as empreiteiras, e não o contrário. Decisões erradas dos executivos destróem empresas e geram desemprego, e não o sistema judiciário. Vamos nos ater a verdade. Talvez o motivo de perseguição se deve ao fato do juiz estar prestes a prender seu querido ex-presidente.

      Excluir
  6. Duda, do jeito que parece que esta indo a situacao, acredito q vc chega na PARTE 48... Que enrolacao isso!! Pq as forcas nao intervem nisso tira da odebrecht e traca uma estrategia e cuida das empresas de defesa do pais!! O dia que o Brasil entrar em guerra ai sim verás!!! Ja foi investido tanto $$$ para deixar acabar... Tem que se fazer alguma coisa seria a respeito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Joseh C.!

      Sua pergunta demonstra que você continua acreditando que moras em um país serio. Mesmo num Território de Piratas Joseh as coisas erradas demandam um tempo para serem feitas, pois primeiro tem de se arrumar um jeito que burla as questões legais.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir