quarta-feira, 7 de março de 2018

Múmia 'Extraterrestre' Peruana: Cientistas Russos Revelam Primeiros Resultados de Análises


Olá leitor!

Você tá lembrado do caso das supostas múmias extraterrestres de três dedos encontradas na Região de NAZCA no Peru no final de Junho do ano passado? Pois então, cientistas da “Universidade Nacional de Investigação” da Rússia, de São Petersburgo, revelaram recentemente os primeiros resultados das analises feitas. Veja mais sobre essa notícia na matéria postada ontem (06/03) no site do Sputnik News Brasil.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Múmia 'Extraterrestre' Peruana:
Cientistas Russos Revelam
Primeiros Resultados de Análises

Cientistas russos começaram a analisar o DNA da múmia encontrada
perto da cidade peruana de Nazca no início do ano passado, informa o canal RT.

Sputnik News Brasil
Publicado em 06/03/2018 - 07:55
Atualizado em 06/03/2018 - 08:00

Foto: CC BY 2.0 / Paul Hudson / Mummy

A criatura de aparência alienígena, com um crânio alongado e apenas três dedos em cada uma de suas extremidades, foi batizada pelos investigadores de Maria.

Um grupo de especialistas em genética de São Petersburgo coletou amostras de tecido da estranha criatura para tentar "decifrar" seu genoma.

Maria, cuja múmia foi encontrada por um agricultor peruano, morreu aproximadamente no século V, um milênio antes da descoberta da América.

Os dados da análise preliminar mostraram que a múmia "é um ser humanoide, ou seja, também tem 23 cromossomas como nós".

Agora, os cientistas estão levando a cabo uma análise mais detalhada para ver se a posição de todos os cromossomas e aminoácidos coincide com a humana, segundo disse Konstantin Korotkov, professor da Universidade Nacional de Investigação russa.

Segundo ele, os investigadores também planejam identificar a procedência da múmia incomum: se tem traços comuns com os povos que habitam a América do Sul, a África ou outros lugares ou se tem algumas diferenças.

A múmia se destaca também por um esqueleto incomum — a estrutura de suas costelas é diferente da humana. Graças a isso, os cientistas podem estudar melhor a localização dos órgãos internos de Maria.


Os especialistas conseguiram determinar a substância que foi utilizada para conservar a múmia. O pó com que a civilização desconhecida cobria os falecidos é cloreto de cádmio. Foi o efeito conservador dessa substância química que preservou a múmia até nossos dias, indicando que a civilização misteriosa tinha tecnologias avançadas.

Agora, os geneticistas russos planejam continuar decifrando o genoma da misteriosa criatura, em colaboração com as autoridades peruanas. Os cientistas de São Petersburgo até querem pedir o envio da múmia à Rússia.


Fonte: Site Sputniknews - http://br.sputniknews.com/

Comentário: Pois é leitor, que bom que a veracidade dessa história até hoje negligenciada pela grande mídia está agora sendo investigada por mais cientistas de uma instituição de renome na Rússia. Tomara que essa investigação seja conduzida com a lisura necessária e definitivamente se chegue à verdade desta história. Serão mesmo múmias de extraterrestres, ou não? Não sei, mas sempre acreditei que mais cedo ou mais tarde isso acabaria acontecendo e agora cabe à ciência (responsável e condizente com o seu real propósito) comprovar a sua veracidade ou não. Caso o leitor não tenha tido a oportunidade de acompanhar toda essa história reveja aqui e aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário