domingo, 25 de março de 2018

CLA Celebra Seus 35 Anos de Criação

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (19/03) no site do “Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)” destacando que este Centro completou no dia 16 ultimo (sexta-feira) o seu 35º Aniversário de criação.

Duda Falcão

CLA Celebra Seus 35 Anos de Criação

19/03/2018


O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) comemorou nesta última sexta-feira (16/03), a cerimônia em comemoração  ao 35º Aniversário de criação do CLA.  A cerimônia foi presidida pelo Tenente Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira, Diretor Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial ( DCTA) contou com os a presença de todo o efetivo militar do CLA,  do Grupamento de Apoio de Alcântara (GAP-AK) e do Esquadrão de Saúde de Alcântara (ES-AK), além de autoridades de São Luís e Alcântara ligadas aos poderes executivos  e legislativo, lideres comunitários e Ex- Diretores do Centro que fizeram parte de uma história de mais de três décadas.

Durante a cerimônia, o diploma de “Título de Amigo do CLA” foi entregue pelo Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA, para o Senhor João Francisco Leitão, Vice Prefeito de Alcântara, para o Tenente Coronel Marcus Vinicius Soares Guimarães de Oliveira, Comandante do 24º Batalhão de Infantaria de Selva, ao senhor Luis Augusto Serejo e à senhora Sidineia Pereira. O Título retrata o  reconhecimento às personalidades que, no âmbito de suas atribuições profissionais, têm manifestado especial atenção para com o Centro de Lançamento de Alcântara, contribuindo para o sucesso do Programa Espacial Brasileiro.

Na ocasião, foi realizada a entrega de diplomas de homenagens aos destaques do Centro de Lançamento de Alcântara, relativos ao ano de 2017, ao Graduado Padrão,  Primeiro Sargento Jean Nycson, Servidor do Ano ao técnico André Penha Soares e o cabo Mateus Pereira recebeu o titulo de Praça Exemplar. Na sequência, foram entregues as medalhas de tempo de serviço, ouro e bronze, aos militares que completaram 30 e 10 anos no serviço ativo, respectivamente.

“O país busca a cada dia dominar uma das atividades mais sofisticadas da humanidade. Poucas são as nações que possuem, com tecnologia própria, a capacidade de colocar e controlar engenhos aeroespaciais em órbita do planeta e outros astros celestes. Portanto, tem sido de fundamental e vital importância a manutenção deste Centro ao longo das últimas três décadas e meia, possibilitando, assim, que o Brasil persista no sonho de obter acesso autônomo ao espaço”, afirma o Diretor do CLA.

O término da solenidade militar foi marcado pelo desfile da tropa em continência ao Diretor Geral do DCTA.



Fonte: Site do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)

Comentário: Na verdade leitor não há muito o que se comemorar, afinal o CLA em 35 anos de fundado jamais atingiu o objetivo para o qual foi criado, ou seja lançar satélites. Creio inclusive que deva ser um exemplo único no mundo. Nesse tempo todo se limitou a lançar foguetes de sondagens para pesquisas científicas e tecnológicas e de treinamento, e nas únicas vezes que tentou lançar satélites, falhou nas missões, culminando num desastre que matou 21 técnicos brasileiros em 2003. Desde que os governos civis foram implantados o PEB vem perdendo importância politica e diminuindo de tamanho ano após ano, o que nos levou a atual situação desastrosa e sem qualquer perspectiva real de mudança. O resto é conversa fiada para boi dormir.

Um comentário:

  1. Na década de 80 e 90 a situação econômica não era boa,na verdade péssima e ainda assim criavam algo. A economia decolou na época do lula e nada aconteceu para colocar o Brasil com acesso ao espaço de verdade tudo por falta de visão política e estratégica. Agora com a economia em baixa e o vampiro temer e seus comparsas dando continuidade e a esse processo de desvalorização da ciência no Brasil o caminho não poderia ser outro a não ser o do atraso e da dependência tecnológica crônica.

    ResponderExcluir