quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

A Criação do Dia da Ficção Científica Brasileira

Olá leitor!

Segue abaixo uma pequena e interessante nota postada na coluna “Mundo Ufológico” da edição de janeiro de 2017 da Revista UFO, destacando que um grupo de entusiastas e autores de ficção científica discutiram em dezembro do ano passado, em São Paulo, a criação do “Dia da Ficção Científica Brasileira”.

Duda Falcão

Coluna Mundo Ufológico

A Criação do Dia da Ficção Científica

Por Renato A. Azevedo
Revista UFO
Edição 242
Janeiro de 2017

No início de dezembro aconteceu uma reunião na Biblioteca Pública Viriato Corrêa, em São Paulo, por parte de entusiastas e autores de ficção científica, para propor a criação do Dia da Ficção Científica Brasileira. Com o fim de homenagear e incentivar a produção do gênero no país, a data escolhida foi 11 de dezembro, dia do nascimento do escritor Jerônymo Monteiro (1908-1970). Conhecido no meio como pai da FC no Brasil, ele foi um dos percursores do rádio teatro, diretor da Magazine de Ficção Científica, da Editora Globo.

Admirável Mundo Novo

Monteiro foi fundador, entre outros, da Associação Brasileira de Ficção Científica, em 1969, e divulgou o gênero e vários autores na coluna Panorama, na Folha de São Paulo, de 1957 até seu falecimento. Escrevia também , de 1958 em diante, na coluna Admirável Mundo Novo no jornal A Tribuna de Santos. Ele foi o primeiro editor do Pato Donald no Brasil e criou vários nomes brasileiros de personagens da Disney, como Huguinho, Zezinho,  Luisinho e Tio Patinhas. Em sua obra, Jerônymo Monteiro mostrava preocupação com a conduta humana e a responsabilidade do escritor em incentivar a imaginação do leitor, e espera-se com a instauração do Dia da Ficção Científica Brasileira estimular a publicação dos inúmeros bons autores brasileiros do gênero.


Fonte: Revista UFO - Edição 242 - Janeiro de 2017 - pág. 9

Nenhum comentário:

Postar um comentário