terça-feira, 15 de setembro de 2015

Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica Reunirá Jovens de 10 Países

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota da postada hoje (15/09) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que a Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA) reunirá jovens de 10 países.

Duda Falcão

Olimpíada de Astronomia e Astronáutica
Reúne Jovens de 10 Países

CCS com informações da OBA


A 7ª Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA), que se realiza do próximo dia 27 a 4 de outubro, em Barra do Piraí (RJ), reúne jovens de dez países latino-americanos.

A OLAA é um evento acadêmico e científico sobre astronomia e ciências afins, em que os participantes se encontram para compartilhar conhecimentos, criar canais de comunicação e colaboração, conhecer e trocar experiências educacionais, práticas de ensino e promover o desenvolvimento dos saberes científicos em Astronomia e Astronáutica.

A abertura do evento e a prova de planetário serão realizadas no Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, na Gávea, onde também será visitado o Museu do Universo. Entre os dias 28 e 3 de outubro, todas as atividades serão no Hotel Fazenda Ribeirão, a 200 km da cidade do Rio de Janeiro, entre Barra do Piraí e Vassouras. Lá, os estudantes farão as provas de céu, teórica e lançamento de foguetes.

Durante o certame, os participantes visitarão o Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), em Itajubá (MG), e o Observatório Pico dos Dias, na cidade de Brazópolis (MG). O resultado final será divulgado em 2 de outubro.

A 7ª OLAA é realizada pela Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), Observatório Nacional (ON), Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, Universidade Paulista (UNIP), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE).

Para a pesquisadora do ON Josina Nascimento, membro do comitê organizador da OLAA, uma das grandes contribuições da Olimpíada é a integração entre estudantes e pesquisadores, aproximando os alunos das instituições de pesquisa. “Um dos principais legados do evento é a integração entre estudantes, professores e o contato com as instituições participantes. Desse contato originam-se vários trabalhos em colaboração”.

Segundo ela, no evento os estudantes de ensino médio têm a oportunidade de estabelecer contato direto com profissionais das áreas envolvidas e são provocados a resolverem questões envolvendo assuntos que estão sendo tratados no meio científico atualmente. “Isso tudo ocorre em um clima de muita harmonia e alegria entre todos, sendo, realmente, uma experiência muito prazerosa e recompensadora para todos nós”, enfatiza Josina.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário