sábado, 5 de novembro de 2016

Projeto do INPE/FATEC Oferece Internet 4G Através de Balões

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada na edição de outubro do ”Jornal do SindCT“, tendo como destaque um projeto inovador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em parceria com a Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC), para oferecer a um custo baixo Internet 4G através de balões.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Balões Para Oferecer Internet 4G

Shirley Marciano
Jornal do SindCT
Edição nº 51
Outubro de 2016

Foto: INPE
Teste realizado em 7/10/16
Um projeto inovador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) poderá levar, a um custo relativamente baixo, a Internet para as regiões mais distantes e de difícil acesso em qualquer parte do planeta. O projeto, que recebeu o nome de Conectar, está sendo desenvolvido em parceria com a Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC) de São José dos Campos. Ela se baseia na utilização de balões equipados com rádios que recebem e retransmitem (transceptores) sinais via wi-fi num alcance de até 50 km de distância, a depender do tipo de relevo da região.

“A ideia principal é cobrir áreas nas quais seja difícil chegarem os cabos de fibra óptica — como é o caso do interior do Amazonas, das áreas rurais ou ainda dos bolsões mais carentes — através de iniciativas governamentais ou empresariais”, explica José Angelo Neri, pesquisador do INPE e coordenador do projeto, que ainda está em fase de testes.

Neri acredita que o balão pronto poderia custar entre R$ 400 mil e R$ 2 milhões e oferecer Internet em 4G. “É um valor pequeno em relação ao benefício que se terá na área de inclusão digital. Não ter acesso à internet hoje é como se a pessoa não soubesse ler. É uma limitação”, afirma.

Comunicação

No dia 7 de outubro um balão foi içado no campus da FATEC, no Parque Tecnológico, para realização dos testes, que foram bem sucedidos: foi possível estabelecer comunicação, que partiu da sede do INPE e foi recebida pelos alunos e professores na faculdade. “O objetivo da ação do INPE com a Fatec é fomentar a colaboração entre as duas instituições. Ficamos muito
satisfeitos com os resultados. Agora vamos dar continuidade em novas etapas”, ressalta o coordenador.

Além da difusão para pontos de difícil acesso do país a partir de cidades servidas por fibras ópticas, uma das aplicações possíveis para o Conectar é a ampliação da cobertura nas vizinhanças dos terminais de Internet banda larga do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), previsto para entrar em operação em 2017. A iniciativa seria competitiva principalmente em áreas de difícil acesso como a Amazônia.


Fonte: Jornal do SindCT - Edição 51ª – Outubro de 2016

Um comentário:

  1. Interessante, seria uma versão içada/estática e de baixa altitude (portanto de menor custo) do Project Loon da GoogleX (https://www.solveforx.com/loon/#top).

    ResponderExcluir