sábado, 26 de novembro de 2016

Ministro da Defesa Defende Investimentos no Setor Aeroespacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (24/11) no site da “Agência Senado” destacando que o Ministro da Defesa (MD), Raul Jungmann, defendeu investimentos no Setor Aeroespacial durante a audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal (CRE) em 24/11 (quinta-feira).

Duda Falcão

ÁUDIOS

Ministro da Defesa Defende
Investimentos no Setor Aeroespacial

Agência Senado
24/11/2016, 15h42
Atualizado em 24/11/2016, 17h52

O Brasil está perdendo um mercado bilionário por não usar o Centro Lançador de Satélites em Alcântara, no Maranhão. O alerta foi feito pelo ministro da defesa, Raul Jungmann, em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado (CRE). O ministro também defendeu a necessidade de se voltar a investir em foguetes que levam os satélites. Durante a audiência também foi discutido o sistema de proteção às fronteiras brasileiras (SISFRON). Segundo o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), a violência enfrentada no país é consequência em grande parte das drogas produzidas em países vizinhos. Ouça a reportagem de Floriano Filho, da Rádio Senado.



Fonte: Site da Agência Senado

Comentário: Veja nesta notícia leitor como essa gente não vale absolutamente nada. Esse mesmo Ministro esteve no dia 22/11 (terça-feira) na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDEN) da Câmara dos Deputados, para assim também falar dos projetos estratégicos de sua pasta (veja aqui), mas em momento algum citou a área espacial, agora nesta audiência publica no Senado, talvez até motivado pelo comentário que fiz (veja na nota citada) esse energúmeno populista de merda como num passe de mágica e com a maior cara de pau, começa a defender a necessidade de se voltar a investir em veículos lançadores, e pior, esquecendo ele convenientemente de que isto em grande parte depende do governo que ele mesmo representa. Ora faça-me uma garapa, mas tá aí a notícia para quem ainda vive no mundo da fantasia.

Um comentário:

  1. A razão de ser desses tipos são suas contas bancárias nos paraísos fiscais,O país,para eles,é apenas uma fonte de recursos a ser explorada.

    ResponderExcluir