domingo, 13 de novembro de 2016

Grupo ZENITH Avança Com a Missão Garatéa II

Olá leitor!

Apesar do total descaso do desgoverno do país com o Programa Espacial Brasileiro (PEB), este representado no setor pela nossa Agencia Espacial de Brinquedo (AEB), uma entidade que não coordena nada, não planeja nada (há não ser as fantasias que solta da mídia, quando seu presidente banana resolve abrir a boca ou participar de eventos realizados no país e fora dele, e tudo às custas do erário público brasileiro), sem qualquer força política e que ainda por cima foi recentemente rebaixada pelo Desgoverno TEMER, vale dizer que (pegando no tombo), graças a iniciativa de alguns pesquisadores espalhados por diversas universidades do país, as atividades espaciais brasileiras tem avançado, nem tanto quanto era necessário e poderia, mas dentro do possível.

Este é o caso, por exemplo, do “Grupo ZENITH Aerospace” da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP), grupo este que vem trabalhando com afinco na sua segunda missão espacial, ou seja, a “Missão Garatéa II”.

Vale recordar leitor que em maio deste ano o “Grupo ZENITH” lançou exitosamente (usando um balão) uma sonda experimental até a estratosfera terrestre (aproximadamente 32 km de altitude), missão esta denominada de “Garatéa I” (veja aqui) que levou abordo microrganismos encontrados em ambientes extremos da Terra (uma parceria com o IQ- Instituto de Química da USP e com o LNLS - Laboratório Nacional de Luz Síncrotron), e que posteriormente foi premiada com a segunda colocação na categoria de melhor experimento científico do “Global Space Balloon Challenge (GSBC)” (veja aqui).

Pois então, formado por estudantes de graduação e pós-graduação da área de Engenharia Aeroespacial, sob a orientação do Prof. Daniel Varela Magalhães do Departamento de Engenharia Mecânica da EESC, e com a crucial participação do engenheiro mecatrônico e ex-aluno da Escola, o Sr. Lucas Fonseca (um dos diretores da startup brasileira Airvantis), o Grupo ZENITH (como já dito acima) segue trabalhando com afinco no desenvolvimento da sonda experimental estratosférica da “Missão Garatéa II”, missão esta ainda sem data definida de lançamento.

No final de setembro, o Grupo ZENITH recebeu a doação da EXPLORUM (plataforma educacional do tipo cultura maker que ensina conhecimentos de robótica, eletrônica e programação a crianças e adolescentes) de "3 Sport Cam" para o voo da “Missão Garatéa II”. Vale dizer leitor que essas câmeras serão de extrema importância para registrar o experimento abordo, assim como a performance do balão durante o voo.

As três Sport Cam da Missão Garatéa II doadas pela EXPLORUM.

Já no final de outubro o Grupo ZENITH divulgou em sua página no Facebook que, com a ajuda do radioamador Vinicius Lenci (pu2vlw), o grupo estará apto a receber os dados do voo da sonda em tempo real, além de também divulgar um vídeo do primeiro teste com um dos AVRs que voará na sonda Garatéa II, equipamento desenvolvido pela equipe de eletrônica do grupo.

Teste do AVR.

É isso aí, galera, o Blog BRAZILIAN SPACE ficará aqui na torcida pelo sucesso desta nova missão do Grupo ZENITH, bem como de outras missões e projetos que seguem em desenvolvimento em outras universidades e institutos de pesquisas do país, apesar do caos instalado nas atividades espaciais brasileiras desde o desgoverno Fernando Collor de Mello.

Avante Grupo ZENITH

Duda Falcão

Um comentário: