terça-feira, 1 de novembro de 2016

Brasil e Portugal Discutem Cooperação em Estudos Sobre Interação Entre Atmosfera e Oceano

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (31/10) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), destacando que Brasil e Portugal discutem cooperação em estudos sobre interação entre Atmosfera e Oceano.

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Brasil e Portugal Discutem Cooperação
em Estudos Sobre Interação Entre
Atmosfera e Oceano

Em visita ao Brasil, delegação portuguesa defende a construção de laboratório
nos Açores para estudos sobre mudanças climáticas no Atlântico. Conhecimento
brasileiro em águas profundas é fundamental para o projeto. "É uma reunião
importantíssima para incentivar e incrementar a cooperação entre os dois
países na área de tecnologia, ciência e pesquisa", afirmou o diretor de
Gestão das Unidades de Pesquisa do MCTIC.

Por Ascom do MCTIC
Publicação: 31/10/2016 | 17:07
Última modificação: 31/10/2016 | 17:13

Crédito: Ascom/MCTIC
O diretor de Gestão das Unidades de Pesquisa e Organizações
Sociais do MCTIC, Paulo Roberto Pertussi, discutiu com a
delegação de Portugal a participação do Brasil na Estação
Internacional de Investigação dos Açores.

O diretor de Gestão das Unidades de Pesquisa e Organizações Sociais do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Paulo Roberto Pertussi, reuniu-se nesta segunda-feira (31) com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, para discutir a participação do Brasil na Estação Internacional de Investigação dos Açores (Air Center, na sigla em inglês). No encontro, as delegações dos dois países trataram das possiblidades de cooperação no âmbito da iniciativa portuguesa.

"É uma reunião importantíssima entre Brasil e Portugal para incentivar e incrementar a cooperação entre os dois países na área de tecnologia, ciência e pesquisa. Nós, aqui, estamos prontos para cooperar não só com Portugal, mas com outros países nessa área", afirmou Pertussi.

De acordo com o ministro português, o principal objetivo é trabalhar em conjunto uma estratégia para o Oceano Atlântico. "A ideia é desenvolver um laboratório nos Açores para estimular a cooperação científica e tecnológica orientada para o estudo das alterações climáticas de uma forma que possamos melhor compreender as interações entre a atmosfera e os oceanos, centrados, principalmente, no Atlântico", explicou o ministro Manuel Heitor. Ele reforçou a importância da cooperação norte-sul para o desenvolvimento da iniciativa.

"Esse projeto tem dimensões tecnológicas e científicas para observação da Terra e contribuirá sistematicamente para o estudo dos oceanos e das alterações do planeta. Por meio dessa ação, promovemos o conhecimento, que é a aposta para o desenvolvimento dos países, capaz de contribuir para atravessarmos qualquer crise, seja política, social ou econômica. Não é possível estudar o Atlântico sem interação e estímulo à cooperação norte-sul", avaliou.

O objetivo é cobrir todo o Atlântico, envolvendo ainda países como África do Sul e os Estados Unidos, desenvolvendo pesquisa com localização estratégica e infraestrutura para abrigar uma base espacial, instalações para medição de radiação atmosférica e um departamento de oceanografia e pesca.

Durante a reunião, a delegação de Portugal mencionou o conhecimento brasileiro em águas profundas, ressaltando o papel desempenhado pela Petrobrás em pesquisa e exploração, como fator preponderante para a troca de experiências e fundamentação do projeto conjunto.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário