quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Especialista: 'Abrir Base de Alcântara Para Uso Comercial é Uma Ideia Brilhante'

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (07/11) pelo site “Sputnik News Brasil”, destacando que segundo especialista brasileiro abrir a Base de Alcântara para uso comercial é uma ideia brilhante.

Duda Falcão

ESPECIAIS - AMÉRICAS

Especialista: 'Abrir Base de Alcântara Para
Uso Comercial é Uma Ideia Brilhante'

Sputnik News Brasil
07/11/2018 - 20:53
Atualizado 07/11/2018 - 21:45

© Foto : Divulgação/MD

O futuro ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, declarou recentemente que pretende abrir a Base de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão, para uso comercial à semelhança do Kennedy Space Center nos EUA. À Sputnik, especialista explica quais podem ser os resultados desta ação.

A abertura de Alcântra para uso comercial já é bandeira defendida pela Força Aérea Brasileira antes mesmo das eleições. O presidente da Comissão de Implantação de Sistemas Espaciais, brigadeiro Luiz Fernando de Aguiar já tinha declarado à imprensa em setembro o desejo de alterar a gestão da base por meio de uma nova empresa pública que administraria os contratos. A ideia é resultado de acordos entre Brasil e Estados Unidos, que desde 2017 tentam destravar o uso da base maranhense.

Marcos Pontes declarou que a abertura da Alcântara "não fere a soberania [brasileira] de jeito nenhum". "[Seria] da mesma forma que o Kennedy Space Center faz lançamento de outros países, com equipamentos de outras nações. Podemos fazer aqui a mesma coisa. Existe essa possibilidade e vai ser reestudado tudo isso para termos um centro de lançamento comercial operacional", disse o militar.

Para o professor de Engenharia Aeroespacial da Uniamérica e coordenador do 1º Congresso Aeroespacial Brasileiro — evento que contou com a participação do futuro ministro — Oswaldo Loureda, a proposta de Pontes está "bastante alinhada com o que desejam academia e indústria". Loureda avalia que o uso comercial de bases de lançamento é algo "comum, normal e benéfico" e que poderia trazer novos recursos para a pesquisa espacial brasileira.

"Abrir essa base para lançamentos comerciais é uma ideia brilhante porque pode trazer aumento da frequência de lançamentos, acordos para a ciência e a tecnologia brasileiras, aumentar recursos para nossa pesquisa espacial e aumentar muito a qualidade de vida das pessoas que moram próximo dessa região porque geraria emprego, desenvolvimento e oportunidades de empreendimento locais", pontua.

Loureda também defende que é chegado o momento de reforçar a cooperação espacial com os americanos, já que eles "têm sido ótimos parceiros [do Brasil em várias áreas]. A operação, no entanto, depende da assinatura de um acordo de "salvaguarda tecnológica", para proteger segredos industriais de foguetes americanos. A ideia de Michel Temer é fechar as negociações ainda este ano, preparando terreno para o próximo governo, embora a janela seja considerada curta.

"É uma possibilidade. Porém, conhecendo o tenente-coronel Pontes como conhecemos, posso dizer que ele vai abraçar a causa, imprimindo um ritmo bastante acelerado às tratativas", especula Loureda.

A base de Alcântara é considerada uma das melhores localizações geográficas para lançamentos de foguetes no mundo. Devido à proximidade com o Equador, a estrutura permite economizar em até 30% o gasto com combustível de veículos espaciais, tornando-se mais atrativa comercialmente que o Centro Espacial de Kourou, localizado na Guiana Francesa e atualmente utilizado pela Agência Espacial Europeia.

A estrutura no Maranhão, porém, está sem uso para lançamentos desde a rescisão de um acordo fracassado entre Brasil e Ucrânia. Atualmente, trabalham no local cerca de 900 funcionários que desenvolvem pesquisas para as áreas industriais e farmacológicas usando o SB-30, foguete 100% nacional com compartimento para até 400 quilos de carga.


Fonte: Site Sputniknews Brasil - http://br.sputniknews.com/

Comentário: Pois é leitor, concordo integralmente com o Dr. Oswaldo Loureda, como já disse em comentário anterior. Claro, caso este acordo com os americanos ou com qualquer outra nação que se interesse pelo uso da Base de Alcântara, seja bem amarrado e não venha trazer quebra de soberania. Porém leitor, não diria que é uma ideia Brilhante, e sim necessária e até um boa ideia, desde que como já disse acima, se siga as condições citadas. Entretanto leitor é preciso lembrar que todo programa espacial que se preze, tem de trabalhar conjuntamente com um sistema de inteligência e contra-inteligência muito eficiente. Diante disto e antes de tudo, seria preciso o Brasil resgatar e modernizar os serviços de inteligência das Forças Armadas e do próprio SNI (Serviço Nacional de Inteligência), para assim impedir e controlar as ações de inteligência estrangeira no país, irresponsavelmente e talvez até estrategicamente negligenciada pelos governos esquerdopatas. Em nossa modesta opinião, o Governo Bolsonaro deveria usar todo ano de 2019 e parte do ano de 2020 (se necessário for) cuidando desta questão, e só assinando este acordo no segundo semestre de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário