segunda-feira, 16 de julho de 2018

Luxemburgo Tem Interesse em Parceria Com o Brasil na Área Espacial

Olá leitor!

Segue agora uma nota postada dia (11/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) destacando que Luxemburgo tem interesse em parceria com o Brasil na Área Espacial.

Duda Falcão

Luxemburgo Tem Interesse em Parceria
Com o Brasil na Área Espacial

Operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) poderá ter acordo de cooperação com o país europeu.

Por ASCOM
Publicado 11/07/2018 12h29
Última modificação 11/07/2018 - 12h34

Foto: Ascom/MCTIC
Encontro aconteceu na sede do MCTIC. 

Brasil e Luxemburgo negociam uma parceria para estreitar a cooperação entre as duas nações em atividades espaciais. Nesta quarta-feira (11), o embaixador luxemburguês no Brasil, Carlo Krieger, se reuniu com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações para tratar do tema.

Durante o encontro, que também teve a participação de representantes da Telebras e da Agência Espacial Brasileira (AEB), foi decidido que, nos próximos meses, Brasil e Luxemburgo devem oficializar a parceria por meio da assinatura de um memorando de entendimento na área espacial. Segundo o embaixador Carlo Krieger, esta é a principal área de cooperação as duas nações.

As negociações tiveram início em abril deste ano, com vistas à potencial parceria na área espacial e de telecomunicações, em especial por intermédio da empresa SES Global, que, em janeiro último lançou o satélite SES-14 em posição orbital brasileira, com autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Na ocasião, foi manifestado o interesse do Brasil na cooperação e que a participação de Luxemburgo em uma parceria para a operação do   Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC) seria bem-vinda.

O SGDC é o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar.  Foi mencionado ainda que o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) almeja trabalhar num novo modelo de parceria internacional para o desenvolvimento de estratégias de médio prazo, o que se configura como uma oportunidade de cooperação.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC)

Comentário: Mais um desses possíveis acordos que muito pouco ou nada contribuem ao PEB, já que o Brasil não tem o menor compromisso como os mesmos graças ao conhecido desinteresses desses desgovernos populistas de merda. Tomara que com essa nova movimentação governamental em curso no setor, esta situação venha mudar isto, mas duvido muito. O engraçado nesta história toda é que pela foto de divulgação parece que o Sr. Braga Coelho não participou desta Reunião. Será que ele continua passeando na Europa as nossas custas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário