quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

INPE Capacita Profissionais e Estudantes Para Monitoramento de Florestas

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (17/01) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o instituto está capacitando profissionais e estudantes para Monitoramento de Florestas.

Duda Falcão

INPE Capacita Profissionais e Estudantes
Para Monitoramento de Florestas

Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

Vinte e quatro profissionais e estudantes em último ano de graduação de áreas com domínio de geoprocessamento e sensoriamento remoto participaram de 9 a 12 de janeiro no Centro Regional da Amazônia do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em Belém (PA), do "Curso de Monitoramento de Florestas por Satélite utilizando o sistema TerraAmazon para projetos PRODES e TERRACLASS". A seleção dos participantes foi feita através da análise de currículos, enviados pelos interessados na semana anterior à capacitação.

O Centro Regional da Amazônia recebeu 500 currículos, não só do Pará, mas também do Amazonas, Maranhão e Brasília, o que evidencia a alta demanda por cursos e treinamentos a partir dos métodos e tecnologias desenvolvidas pelo INPE para monitoramento do desmatamento na Amazônia.

Além do conhecimento adquirido, os participantes tiveram a oportunidade de estar em contato e usufruir da infraestrutura inovadora do Centro Regional da Amazônia do INPE, que trabalha continuamente para atender as demandas atuais e futuras na área de geotecnologias e tecnologias espaciais, com ênfase no monitoramento do desflorestamento da Amazônia.

O objetivo do curso é tornar os participantes aptos para utilizar o sistema TerraAmazon, destinado ao mapeamento de corte raso, uso e cobertura da terra. O software foi desenvolvido pela Divisão de Processamento de Imagens (DPI/INPE) em parceria com a Fundação de Ciência, Tecnologias e Aplicações Espaciais (FUNCATE). O Centro Regional da Amazônia é responsável pela difusão das metodologias que compõem o Programa Amazônia do INPE, como os projetos PRODES e TerraClass.

A DPI integra a Coordenação de Observação da Terra (OBT/INPE), responsável pela capacitação em sensoriamento remoto e geoprocessamento através de parceria com a Associação de Especialistas Latino-americanos em Sensoriamento Remoto - SELPER Brasil.

"O curso consiste na difusão das metodologias PRODES e TerraClass utilizando o software TerraAmazon, assim como princípios básicos sobre sensoriamento remoto, cartografia, Sistemas de Informação Geográfica (SIGs), banco de dados e consultas através de comandos de Linguagem de Consulta Estruturada (SQL)", explicou Carlos Da Costa Mesia, geógrafo e consultor do Centro Regional da Amazônia, que ministrou o curso ao lado do também geógrafo e consultor Luis Sadeck.

O PRODES é o maior programa de monitoramento de florestas do mundo e faz o mapeamento por satélites do desflorestamento na Amazônia Legal desde 1988, produzindo taxas anuais e oficiais do desmatamento na região. O TerraClass, desenvolvido e executado através de parceria do INPE com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), qualifica as áreas mapeadas pelo PRODES, buscando os porquês das causas do desmate.

O TerraClass é um dos subprojetos executados no contexto do projeto Monitoramento Ambiental por Satélites no Bioma Amazônia (MSA), que o INPE desenvolve com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O curso foi ministrado nas instalações do Centro
Regional da Amazônia do INPE, em Belém


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: Galera estou enfrentando graves problemas com a minha internet, tenham paciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário