terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Relatório de Atividades de 2015 do IAE - Algumas Considerações do Blog - Parte 1

Olá leitor!

O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) publicou recentemente no seu site oficial o Relatório de Atividades de 2015, relatório este que eu passei um bom tempo lendo e gostaria de citar alguns pontos deste documento que me chamaram a atenção, isto é, somente no que diz respeito às Atividades Espaciais.

Na seção de “Destaques de 2015” eu citaria os seguintes destaques:

NOVAS TECNOLÓGIAS

* 18 de Fevereiro: Concluída fase do processo de soldagem em membrana de Aço MARAGING 300. Membrana soldada visou compor envelope do motor S-40, inteiramente fabricado no IAE.

OBS: Muito interessante esta notícia, pois demonstra que o instituto continua aprimorando seus motores com novas tecnologias.

* 11 de Março: Assinado primeiro contrato de Transferência de Tecnologia da FAB pela Lei de Inovação. Assinado o Contrato de Transferência de Tecnologia do “Sistema Portátil de Aquisição de Dados Meteorológicos e Dispositivo Plataforma Portátil” entre o IAE e a empresa Campbell Scientific do Brasil Ltda.

OBS: Pera ai deixa ver se eu entendi, isto que dizer transferência de tecnologia desenvolvida no Brasil com recursos do povo brasileiro para uma subsidiaria de uma empresa americana???? Que diabos é isto??? Que me desculpe o leitor, mas que porra é essa???? Lamentável, nota zero ao IAE e sua diretoria, e este caso criminoso deveria ser investigado pelo Ministério Publico (MP), se é que esta joça investiga algo de verdade.

MOTOR FOGUETE S-50 E O VLM-1

* 16 a 20 de Março:: IAE recebe DLR para Workshop S50. Além dos membros do Centro Espacial Alemão, participaram do evento representantes de empresas do setor aeroespacial alemão, para discutir o desenvolvimento do motor S50, a ser utilizado nos projetos VLM e VS-50.

OBS: Pois é, a participação de membros do setor aeroespacial alemão neste workshop sinaliza que o VLM-1 este cada vez menos brasileiro, coisa alias que dizem nos bastidores ter sido uma das razões do afastamento o Dr. Luís Eduardo Loures da Costa da gerencia do projeto (dizem que a pedido dos alemães), pois ele era um ferrenho combatente a esta possibilidade, e sendo assim, foi retirado do projeto e hoje esta no ITA como coordenador do projeto do nanosatélite ITASAT-1. Reconhecido no meio espacial como um profissional competentíssimo e um leão no trabalho, vale lembrar que enquanto e Dr. Loures estava no IAE, ele também era o gerente do Projeto SARA, e com a saída dele, o SARA explodiu o VLM-1 tomou outro rumo, mas o ITASAT-1 sob a sua coordenação no ITA já está pronto para ser lançado, lançamento este que deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2017.

FOGUETE VS-43

* 4 a 6 de Maio: Cooperação com Europa em discussão. Representantes do DLR, MBDA e ONERA discutiram possível cooperação no desenvolvimento do VS-43 e na prestação do serviço de lançamento a partir do CLA.

OBS: Muito interessante esta notícia. O foguete de sondagem VS-43 é um projeto antigo do IAE que nunca saiu do papel. Ele é baseado no Motor S-43 utilizado no primeiro estágio do VLS-1. Isto esta parecendo um acordo semelhante feito pelo IAE com a empresa holandesa Fokker Space para o lançamento de uma carga útil desta empresa de 483 quilos, lançamento este que ocorreu com sucesso durante as atividades da “Operação Livramento” através de um foguete  VS-40, foguete este lançado do CLA em 21/03/1998. Parece-me que o a Agencia Aeroespacial Alemã (DLR) em parceria com a empresa MBDA Missile Systems (uma empresa europeia que fabrica sistemas de mísseis) e o Laboratório Aeroespacial Francês ONERA, pretentem testar em voo a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) alguma carga útil conjunta se utilizando do foguete VS-43 brasileiro. Muito interessante esta notícia, espero que as discussões tenham avançado durante o ano de 2016.

SARA

* 28 de Agosto: Realizado Ensaio de Vibração do SARA. Concluído o ensaio dinâmico de aceitação do SARA, com avaliação do desempenho do sistema integrado das redes elétricas com o banco de controle.

* 2 de Setembro: Concluído Ensaio Funcional do SARA. Realizado ensaio funcional do sistema de controle a gás frio, responsável pelo controle de rotação em três eixos do SARA durante seu voo suborbital.

* 22 de Outubro a 15 de Novembro: Operação São Lourenço no Centro de Lançamento de Alcântara. A Operação São Lourenço teve como objetivo o lançamento e rastreamento do foguete de sondagem VS-40M, cuja carga útil continha o SARA. O lançamento não ocorreu devido a uma falha catastrófica do motor foguete em 13 de Novembro. As causas foram alvo de investigação.

OBS: Bom leitor, não há como negar de que a saída do Dr. Luís Eduardo Loures da Costa da coordenação do Projeto SARA foi uma perda enorme para o projeto, porem seria leviano de nossa parte afirmar que a sua saída contribuiu para o fracasso da missão. Entretanto isso agora não importa muito, já que o problema é que se antes da “Operação da Lourenço” a continuidade do projeto já era muito incerta e dependia do sucesso da missão, com o ocorrido aumentam muito as chances de o projeto ser encerrado ou ser cozinhado em Banho Maria. Até então nada se sabe sobre o seu andamento e o Blog esta no aguardo por notícias, mas confesso com muita pouca esperança.

MOTOR FOGUETE L75

* 28 de Setembro: Câmara de Empuxo MD do Motor Foguete L75 segue para Alemanha. O modelo de desenvolvimento sofrerá ensaios à quente no complexo de ensaios de Lampoldshausen (DLR) no início de 2016, para que sejam avaliadas a estabilidade e a eficiência de combustão do cabeçote de injeção da câmara.

* 23 de Novembro a 11 de dezembro: Realizados Ensaios Funcionais do Ignitor MD do Motor L75. Realizados ensaios ambientais e funcionais nos Modelos de Desenvolvimento do Ignitor do Motor Foguete L 75.

OBS: Os testes com a Câmara de Empuxo MD do Motor Foguete L75 na Alemanha foram realizados como previsto, porem após um comentário feito por um antigo servidor do IAE logo após os testes realizados no laboratório alemão, o pesquisador Fausto Ivan Barbosa (atualmente atuando no ITA), todo este projeto foi posto em duvida, e agora, até que me provem do contrario, este projeto não passa de um tremendo engodo que, se finalizado for, virará peça de museu antes mesmo de ser testado em voo. Realmente um fim melancólico para um projeto extremamente necessário para nossas pretensões espaciais e mais uma prova da falta de seriedade do governo na condução das atividades espaciais do país.

Duda Falcão

4 comentários:

  1. Saudades do SARA Suborbital! Imagine lançar a primeira cápsula espacial brasileira e eles desistem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Everton!

      Eu não disse que o IAE desistiu do SARA, eu disse apenas que não há notícias efetivas sobre a continuidade dele, e que se levarmos em conta como o PEB é conduzido pelo governo aumentam muito as chances de o projeto ser encerrado ou ser cozinhado em Banho Maria. Entende?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Oi Duda, uma tecnologia tão importante e eles não se empenham em testá-la o quanto antes, para então dar os próximos passos.
      Att,
      Everton

      Excluir
  2. Tive aulas com o Loures no ITA, ele, de longe, é um dos profissionais que mais trabalhava lá, grande profissional!

    ResponderExcluir