sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Servidores Participam do Programa de Ambientação e Integração da AEB

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (01/09) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que Servidores participam do Programa de Ambientação e Integração da AEB.

Duda Falcão

Servidores Participam do Programa
de Ambientação e Integração da AEB

Coordenação de Comunicação Social - CCS
01/09/2016

Fotos: Valdivino Júnior/AEB

Os novos servidores públicos da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) participam desde a última sexta-feira (26.08), do Programa de Ambientação e Integração do órgão. O encontro apresenta aos 42 recém-empossados, a cultura, atuação e estrutura da instituição que há 22 anos luta para formação do seu quadro próprio de funcionários, e também para ampliar e aperfeiçoar as atividades da área espacial. As palestras são ministradas pelo presidente, diretores, servidores e profissionais convidados.

Durante todas as manhãs, até o dia 2 de setembro, os servidores estarão envolvidos com temas voltados para o serviço público. No primeiro dia de ambientação foram apresentados os desafios do Programa Espacial Brasileiro, assim como sua estrutura e organização. Os diretores das áreas de Política Espacial, Petrônio Noronha de Souza; Satélites, Aplicações e Desenvolvimento, Carlos Alberto Gurgel; Transporte Espacial e Licenciamento, Marco Antônio Rezende; e Planejamento, Orçamento e Administração, José Iram Mota, explicaram a importância de cada setor e os projetos em desenvolvimento pelas diretorias.

Segundo o presidente da AEB, José Raimundo Braga Coelho, o quadro de recursos humanos, próprio da AEB, vai propiciar a conquista de uma instituição sólida, comandada por objetivos pertinentes e bem definidos, apesar dos desafios. Para o presidente, a integração dos novos servidores é uma pretensão contínua, um compromisso permanente que deve acontecer, pois o trabalho desenvolvido pela Agência é de extrema importância para a sociedade brasileira.

Parcerias internacionais – No segundo dia do encontro o chefe da Assessoria de Cooperação Internacional, André Rypl, mostrou a relevância dos convênios firmados com a China, Alemanha, Estados Unidos e Argentina. “Com a China essa parceria se estende desde 1988, quando foi assinado o acordo de cooperação para o desenvolvimento do Programa de Satélites Sino-Brasileiros de Recursos Terrestres – Programa CBERS)”, afirmou o assessor.

O jornalista Jorge Duarte, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), abordou a importância da Comunicação Social nas Organizações.   Já a professora da Universidade de Brasília (UnB), Maristela de Holanda, falou sobre Tecnologia da Informação; e a oficial, Tarciane Mesquita, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), mostrou a importância e medidas de Proteção do Conhecimento Sensível, programa que alerta as possíveis ameaças e as medidas necessárias para proteção das informações, classificadas como conhecimentos sensíveis e sigilosos.

As funções e atividades desenvolvidas pela Ouvidoria e pelo Sistema de Informação ao Cidadão – nas organizações públicas – foram explicadas no dia (31.08) pelo ouvidor-geral da União, Gilberto Waller Júnior. Alexandre Gomide Lemos, coordenador-geral de Auditoria da CGU, apresentou as funções e o trabalho desenvolvidos pelas auditorias. Na sexta-feira (02.09), último dia da ambientação, o professor do Departamento de Filosofia da UnB, Agnaldo C. Portugal falará sobre Ética no Serviço Público.

Concurso - Após 22 anos de criação, a AEB realizou em 2014 o primeiro concurso público, que atendeu autorização do Ministério do Planejamento para o preenchimento de cargos, distribuídos entre tecnologistas, analistas em ciência e tecnologia, e assistentes em ciência e tecnologia.  O trabalho iniciou-se quando da proposição da Lei 12.823, sancionada em 2013, que incluiu a AEB no Plano de Carreira da área de C&T (Lei 8.691, de 1993).



Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Bom leitor, sinceramente espero que esta atividade esteja sendo conduzida com a seriedade e competência necessária. Não sei se há algo relacionado, mas curiosamente ela esta sendo realizada após termos aqui no Blog publicado no início de Julho (veja aqui) um extenso comentário informando aos nossos leitores de que havia problemas com a seleção desses profissionais e as suas efetivações na AEB. Seja como for leitor, vamos dar um voto de confiança, afinal só nos resta sermos otimistas e esperarmos que a efetivação desses servidores venha realmente transformar essa agencia de brinquedo numa verdadeira Agencia Espacial. Porém não há como negar que com esse banana à frente esse objetivo será muito mais difícil de ser alcançado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário