quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Formação de Profissionais Para o Setor Espacial Será Debatido em Simpósio no ITA

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (28/09) no site da Força Aérea Brasileira (FAB), destacando que a formação de profissionais para o Setor Espacial será debatido em simpósio no ITA.

Duda Falcão

FUTURO

Formação de Profissionais Para o Setor
Espacial Será Debatido em Simpósio no ITA

18ª edição do Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa
inicia nesta quarta-feira (28/09) em São José dos Campos (SP)

Por Ten Jussara Peccini
Agência Força Aérea
Publicado: 28/09/2016 07:00h


A formação de profissionais para o setor espacial será tema de debate entre academia, setor industrial e forças armadas durante a XVIII edição do Simpósio de Aplicações Operacionais e Áreas de Defesa (SIGE), em São José dos Campos (SP). O evento se inicia nesta quarta-feira (28/09) e se estende até sexta-feira (30) e deve reunir cerca de 300 profissionais de todo o Brasil. A programação completa pode ser acessada aqui. A entrada é gratuita.

“Quem demanda recursos humanos estará aqui. Vamos debater qual direção se pretende para a formação, ou seja, os desafios e as oportunidades na formação desses profissionais”, explica um dos coordenadores do evento, Tenente-Coronel Olympio Lucchini Coutinho, sobre a primeira mesa de debates que será realizada no evento.

O fórum contará com a presença dos principais institutos brasileiros da área, como a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Núcleo do Centro de Operações Espaciais Principal (NuCOPE-P). A partir de 2017 o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) vai receber alunos para uma nova linha de pesquisa na área espacial dentro do Programa de Pós-Graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO).

Ao longo de quase duas décadas, o SIGE tornou-se o principal espaço para os segmentos da indústria, da academia e da área operacional – entenda-se as Forças Armadas – debaterem tecnologias de vanguarda para a área de defesa.

“Do ponto de vista acadêmico, podemos dizer que é um importante fórum que reúne os três pilares que impulsionam a área”, afirma o oficial. A organização recebeu mais de 70 inscrições de trabalhos, 15% a mais o que o registrado na última edição.


O evento oferece oficinas com empresas do segmento de defesa. Para esta edição, estão programados cinco minicursos com profissionais de universidades consideradas referências internacionais, sendo dois italianos, dois norte americanos e um sueco. Cada um deles atende a uma das linhas de pesquisa do PPGAO.

“Quando os profissionais estrangeiros participam do simpósio, eles têm a oportunidade de entender o que fazemos aqui e, a partir disso, conseguimos delinear parcerias entre o ITA e instituições internacionais na área de pesquisas operacionais”, relata o Tenente-Coronel Olympio. A partir do SIGE já foram fechadas parcerias com a Escola de Pós-graduação Naval e a Universidade George Mason dos Estados Unidos, entre outros.

Radar multifunção – Um dos minicursos vai abordar uma tecnologia de vanguarda para radares. A professora doutora Antonella Bogoni, do Consórsio Nacional Interuniversitário para Telecomunicações da Itália, falará sobre “Aplicações de microondas fotônicas em radar”.

“É um novo conceito para radares. Um novo radar com multifunção que consegue captar várias frequências”, explica o coordenador. O radar do futuro substituiria vários radares, já que cada um tem uma função distinta. “É como se tivéssemos o disco de vinil e a tecnologia de mp3”, compara.

O PPGAO do ITA já tem resultados nesta linha de pesquisa que busca ultrapassar os limites da eletrônica em radares.


Fonte: Site da Força Aérea Brasileira (FAB) - http://www.fab.mil.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário