quinta-feira, 14 de julho de 2016

Supercomputador é Desenvolvimento e Resgate da Autoestima, Diz Ministro na Coppe/UFRJ

Olá leitor!

Segue agora uma nota postada dia (13/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) destacando que Supercomputador é desenvolvimento e resgate da Autoestima, diz ministro no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ).

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Supercomputador é Desenvolvimento e
Resgate da Autoestima, Diz Ministro na Coppe

Gilberto Kassab participou da inauguração da máquina que tem capacidade
para executar 226 trilhões de operações matemáticas por segundo. É o mais
potente supercomputador instalado em uma universidade federal do país.

Por Ascom do MCTIC
Publicação: 13/07/2016 | 15:55
Última modificação: 13/07/2016 | 16:02

Crédito: Ascom/MCTIC
Pesquisador Gerson Cunha, da Coppe/UFRJ, apresenta ao ministro
análises feitas pelo supercomputador Lobo Carneiro.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, apontou como emblemática a inauguração do supercomputador Lobo Carneiro, no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), nesta quarta-feira (13).

"Em um momento de circunstâncias econômicas tão difíceis, a Coppe dá um exemplo de competência, eficiência e amor ao país, ao fazer todo o esforço necessário para presentear o Brasil com esse supercomputador, por meio de parcerias, tirando da frente importantes desafios. Todos nós sabemos o que significa a consolidação de um projeto como este", disse Kassab.

Considerado o mais potente supercomputador instalado em uma universidade federal do país, o Lobo Carneiro tem capacidade de 226 teraflops, ou seja, pode executar 226 trilhões de operações matemáticas por segundo. O uso da máquina será compartilhado entre pesquisadores da Coppe e de outras unidades da UFRJ, institutos de pesquisa e empresas públicas e privadas.

Na visão do ministro, o supercomputador "trará desenvolvimento, ajudará a resgatar e a melhorar a autoestima do país e irá, mais uma vez, comprovar o papel fundamental da Coppe na consolidação de grandes projetos brasileiros nessas últimas décadas, especialmente no mundo do petróleo".

Financiamento

O supercomputador custou R$ 10 milhões, recursos oriundos da exploração, desenvolvimento e produção de petróleo ou gás natural. Os contratos de concessão destinam 1% dos recursos para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é a responsável pela gestão da verba.

"A nossa presença aqui hoje procura expressar as mais profundas convicções da necessidade de um apoio cada vez maior do governo federal junto à Coppe", declarou Kassab. "É evidente que, cada vez mais, existe um peso maior de recursos privados nesses projetos de pesquisa, por meio de parcerias, mas o primeiro combustível tem sido em geral o recurso público."

Segundo o ministro, o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do MCTIC, Jailson de Andrade, deve estabelecer uma agenda de reuniões com a diretoria da Coppe, para que o MCTIC possa apoiar o funcionamento do supercomputador.

Também participaram da inauguração o diretor da Coppe, Edson Watanabe; a vice-reitora da UFRJ, Denise Nascimento; o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca; o diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), Jorge Guimarães; o diretor de Inovação da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Pedricto Rocha Filho; a vice-presidente regional da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Lucia Previato; o decano do Centro de Tecnologia da UFRJ, Fernando Ribeiro; o prefeito de Duque de Caxias (RJ), Alexandre Cardoso; e os pesquisadores Alberto Luiz Coimbra, Jacob Palis e Luiz Pinguelli Rosa.

Após a solenidade, o grupo conheceu a máquina, instalada no Núcleo Avançado de Computação de Alto Desempenho da UFRJ (Nacad). O supercomputador passa a integrar o Sistema Nacional de Processamento de Alto Desempenho (Sinapad), circuito de centros distribuídos geograficamente pelo Brasil e coordenado pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), com apoio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC)

Comentário: Espero que este supercomputador venha mesmo ser utilizado com sapiência e seriedade e que possa realmente auxiliar o desenvolvimento da C&T no país e especialmente também o desenvolvimento de pesquisas espaciais no Estado do Rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário