segunda-feira, 27 de junho de 2016

Pesquisadores Brasileiros Participam do Encontro Semestral do Dark Energy Survey

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (24/06) no site do “Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA)” destacando que Pesquisadores Brasileiros participam do Encontro Semestral do Dark Energy Survey.

Duda Falcão

Pesquisadores Brasileiros Participam do
Encontro Semestral do Dark Energy Survey

LIneA
24 de junho de 2016

O Dark Energy Survey (DES) é uma colaboração internacional com mais de 400 participantes espalhados em 25 instituições em 7 países. Boa parte da colaboração se comunica frequentemente de forma remota, através de teleconferências, mas também é importante ter encontros presenciais, por isso os participantes do DES realizam encontros semestrais em diferentes instituições, tipicamente alternando entre Americas e Europa (em Maio de 2009 o encontro foi no Rio de Janeiro).

Durante a semana de 9 a 13 de Maio de 2016 foi realizada em SLAC National Accelerator Laboratory a 21ª reunião da colaboração internacional do projeto DES. Com a participação de cerca de 170 pesquisadores (Figura 1), esta talvez tenha sido a maior reunião de uma longa série, demonstrando a importante fase do projeto com três anos de observação já completados.

Membros do consórcio DES-Brazil participaram nas várias sessões paralelas realizadas para os diferentes tópicos como estudos da Via Láctea, aglomerados de galáxias, estrutura em grande-escala, evolução de galáxias (Figura 2), e técnicas como o cálculo de redshift fotométricos.

Figura 1 – Auditório Kavli, o maior do SLAC, para 150 pessoas,
completamente lotado de cientistas do DES.
Figura 2 – Candidatas a galáxias massivas e distantes apresentadas
na seção de Evolução de Galáxias. Essas representam as potenciais
progenitoras das galáxias próximas.

Uma sessão especial foi organizada para apresentar os novos desenvolvimentos do portal científico produzido pelo LIneA, mostrando a infra-estrutura criada para facilitar a criação de catálogos adequados para análise científica e o acompanhamento deste processo em suas diferentes fases.

A reunião também foi usada para discutir as novas tecnologias (Aladin Lite, visiOmatic) sendo introduzidas para a visualização de imagens e catálogos, e avaliar alvos escolhidos a partir de buscas no banco de dados, além dos problemas técnicos envolvidos na migração desta infra-estrutura para o National Center for Supercomputing Applications (NCSA) em Urbana, Illinois, a fim de compor uma Interface de Acesso a Dados (Data Release Interface, DRI) sob a responsabilidade do LIneA (Figura 3, 4, e 5).

Figura 3 – Tela de entrada da nova Interface de Acesso
a Dados produzida pelo LIneA para o DES.
Figura 4 – Tela da visão geral do Sky Viewer destacando a
região do DES e tiles observadas no ano um.
Figura 5 – Tela com ampliação de imagem do DES no
Sky Viewer na nova Interface de Acesso a Dados.

Na reunião também foi apresentado um tutorial para o uso do Fermigrid e Open Science Grid por membros da colaboração. Esta possibilidade, mais a inauguração do supercomputador Santos Dumont no LNCC, vêm motivando uma nova frente de trabalho para a equipe de TI cujo objetivo é a integração do portal científico em diferentes ambientes, combinando capacidade de processamento com as ferramentas de gerenciamento oferecidas pelo portal.


Fonte: Site do LIneA - http://www.linea.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário