segunda-feira, 20 de junho de 2016

Estudante Brasileiro Conhecerá Observatório Com Telescópios Mais Avançados do Mundo

Olá leitor!

Segue agora uma nota postada hoje (20/06) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que Estudante Brasileiro conhecerá observatório com telescópios mais avançados do mundo.

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Estudante Brasileiro Conhecerá Observatório Com Telescópios Mais Avançados do Mundo

Giancarlo Pereira, de 16 anos, vai conhecer o Observatório Europeu do Sul,
no deserto do Atacama. Viagem é um prêmio pelo primeiro lugar na
seletiva brasileira para a Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica.

Por Ascom do MCTI
Publicação: 20/06/2016 | 17:13
Última modificação: 20/06/2016 | 17:21

Crédito: Arquivo pessoal
Primeiro colocado na seletiva brasileira para a Olimpíada
Internacional de Astronomia, o estudante Giancarlo
Pereira vai conhecer o ESO, no Chile.

Imagine poder observar o céu por meio dos telescópios mais potentes da Terra? Um estudante brasileiro terá essa oportunidade no próximo fim de semana, quando vai conhecer as instalações do Observatório Europeu do Sul (ESO), no Chile. Trata-se do conjunto de equipamentos astronômicos mais avançados do mundo. A viagem é um prêmio conquistado pelo estudante Giancarlo Sciacca Guimarães Pereira, de 16 anos, pela primeira colocação na seletiva brasileira para a 10ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, sigla em inglês), marcada para dezembro deste ano, na Índia.

Antes da seletiva, ele participou da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que, no ano passado, mobilizou 838 mil estudantes de escolas públicas e particulares de todo o país. A OBA é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Aluno de ensino médio de São Paulo (SP), Giancarlo conta que dedicou muito tempo de estudo para a seletiva da olimpíada internacional, mas pensou que não havia se saído bem na prova. "Foi completamente inesperado, eu não sabia como reagir, não sabia o que falar e meus pais não conseguiam conter a felicidade. Foi muito especial", relata sobre o momento em soube que havia obtido a melhor colocação. A notícia foi dada pelo professor Thiago Paulin Caraviello, que vai acompanhá-lo na visita ao observatório.

Ele diz que a expectativa é grande para visitar o complexo de telescópios. "Com certeza passarei a noite em claro para poder olhar completa e profundamente um dos céus mais lindos da face da Terra."

Giancarlo é fascinado pelo céu e tem algumas preferências. "Sinto uma forte conexão com a constelação de Escorpião, que é gigante no céu, e com as várias nebulosas e galáxias que observamos em diferentes constelações, como a do Véu, a Nebulosa do Caranguejo, que é meu papel de parede do computador, e a Galáxia do Sombreiro."

Localizado em Cerro Paranal, no deserto do Atacama, o Observatório Europeu do Sul possui o conjunto de telescópios (Very Large Telescope, VLT) com os instrumentos ópticos mais avançados da Terra. Ele é composto por quatro telescópios com espelhos principais de 8,2 metros e quatro auxiliares móveis com espelhos de 1,8 metro.

Os equipamentos podem funcionar em conjunto, formando um gigantesco 'interferômetro' (VLTI, na sigla em inglês), que permite aos astrônomos observar detalhes com enorme precisão. O VLTI seria capaz, por exemplo, de distinguir individualmente os dois faróis de um carro na Lua.

Estímulo

A visita às instalações do observatório faz parte de uma parceria entre a OBA e o ESO, uma organização intergovernamental de ciência e tecnologia. A premiação tem o intuito de estimular os jovens a estudar mais as ciências espaciais. Giancarlo é um exemplo de que esse objetivo é cumprido. "Essas premiações atiçam um desejo de querer se dedicar mais a uma área de estudo, fazendo o aluno atingir patamares mais elevados de aprendizado e também de interesse em conhecer novas culturas e novos povos, como é o meu caso."

O estudante revela que seu interesse por astronomia começou quando era criança, mas se intensificou nos últimos dois anos. "Desde pequeno meu pai colocava um telescópio antigo em nossa varanda para olharmos os planetas e algumas estrelas. Mas nunca achei que fosse deixar de ser um hobby para ser algo tão concreto e relevante em minha vida."

Para Giancarlo, a astronomia é uma de suas prioridades e, em um futuro bem próximo, pretende trabalhar com algo relacionado à área. Mas, neste momento, ele se concentra nos preparativos para a viagem deste fim de semana ao Chile. Na mochila, além de roupas e objetos de uso pessoal, Giancarlo conta que já separou protetor solar e óculos para se proteger da forte exposição a raios ultravioletas na região. Além disso, levará um casaco para aguentar o frio durante a madrugada no observatório. "Estou alucinado com o fato de que poderei visitar as instalações de um complexo gigante de telescópios que faz observações espetaculares em nosso céu".


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário