quarta-feira, 11 de maio de 2016

Provas da OBA de 2016 Serão Aplicadas Nesta Sexta-Feira (13)

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (16/02) no site do “Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)” destacando que as Provas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) de 2016 serão aplicadas nesta sexta-feira (13/05).

Duda Falcão

Provas da OBA de 2016 Serão
Aplicadas Nesta Sexta-Feira (13)

Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica deve contar
com 800 mil participantes. Serão quatro níveis de provas, sendo
três voltadas para o ensino fundamental e outra para o ensino médio.

Por Ascom do MCTI
Publicação: 10/05/2016 | 09:02
Última modificação: 10/05/2016 | 17:30

Crédito: Ascom/MCTI 
Os estudantes que se destacarem na OBA vão representar o Brasil
na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica e na
Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2017. 

Estudantes do ensino fundamental e do ensino médio de todo o Brasil vão participar, nesta sexta-feira (13), da 19ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Foram mais de 13.550 escolas cadastradas para participar da edição de2016, com um total de 800 mil participantes.

As provas são divididas em quatro níveis, sendo que os três primeiros são para alunos do ensino fundamental e o quarto é voltado para estudantes do ensino médio. São dez questões: sete de astronomia e três de astronáutica. As medalhas são distribuídas de acordo com a pontuação obtida por cada nível.

Os alunos que obtiverem as melhores notas na OBA vão representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica do ano que vem. Quem participar da OBA deste ano ainda concorrem a vagas na Jornada Espacial, em São José dos Campos (SP).

"Queremos levar a maior quantidade de informações sobre as ciências espaciais para a sala de aula, despertando o interesse nos jovens", afirmou o coordenador da OBA, João Canalle. "Temos como proposta promover a disseminação dos conhecimentos básicos de forma lúdica e cooperativa entre professores e alunos, além de mantê-los atualizados", completou.

O Que É

A OBA é coordenada por uma comissão formada por representantes da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) e da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). Desde 2009, são promovidos os Encontros Regionais de Ensino de Astronomia (Ereas). O programa é feito com parcerias locais e com recursos obtidos junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI).

Mais de sete milhões de estudantes já participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA/MCTI). Em 2015, mais de 830 mil alunos de quase dez mil escolas fizeram as provas. No ano passado, foram distribuídas cerca de 46 mil medalhas, 7% a mais que na edição anterior.

Foguetes

Já a partir do sábado (14), as escolas também poderão inscrever os projetos protótipos para participarem da Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog), individualmente ou em equipes. Realizada pela OBA, ela é aberta aos alunos de escolas públicas e particulares do ensino fundamental e médio. Eles devem construir e lançar foguetes de garrafas pet ou de canudos de refrigerante, conforme o nível do aluno, o mais longe possível.

As escolas devem informar os nomes dos participantes e os alcances obtidos pelos foguetes de garrafa pet movidos a vinagre e bicarbonato de sódio. Os estudantes do ensino médio que conseguirem os melhores lançamentos serão convidados para as Jornadas de Foguetes no fim de 2016, que acontecem em Barra do Piraí (RJ). Além da distância dos protótipos, os trabalhos também são avaliados por meio dos relatórios enviados pelos estudantes e professores à coordenação da mostra.

A iniciativa é apoiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), pela AEB, pelo CNPq, pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), pela Fundação Marcos Pontes e pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário