domingo, 14 de fevereiro de 2016

Proposta de "Hosted Payload" Meteorológica Para o Brasil

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante nota postada dia (07/02) pelo companheiro André Mileski em seu "Blog Panorama Espacial", tendo como destaque a proposta de "Hosted Payload" meteorológica para o Brasil.

Duda Falcão

Proposta de "Hosted Payload"
Meteorológica Para o Brasil

André Mileski
Blog Panorama Espacial
07/02/2016

Em julho de 2011, abordamos no blog o tema "hosted payloads" no segmento de comunicações militares (clique aqui), ainda hoje adotado pelo Ministério da Defesa para atender o Sistema de Comunicações Militares por Satélite (SISCOMIS), em parceria com a Star One, do grupo Embratel. Numa explicação bastante sucinta, o conceito envolve a colocação de cargas úteis de interesse embarcadas em satélites comerciais, com a possibilidade de acesso exclusivo às informações pelo cliente, cabendo ao operador comercial as funções de telemetria e controle da plataforma.

Apesar de mais comum, fato é que o conceito em si não serve apenas para comunicações, podendo atender também outras áreas, como meteorologia. E há empresas atentas a oportunidades nesse sentido, envolvendo inclusive o Brasil. No início do mês, esteve na sede da Agência Espacial Brasileira (AEB), em Brasília (DF), um representante da companhia SES, para apresentar uma proposta de "hosted payload" meteorológica para o Brasil.

Grande parte dos sensores meteorológicos espaciais está instalada em satélites posicionados em órbita geoestacionária, que se mantêm fixos sobre um mesmo ponto em relação à superfície terrestre, tipo de órbita também bastante comum para comunicações.

Com sede em Luxemburgo, a SES é uma das maiores operadoras mundiais de satélites de telecomunicações, operando uma frota de mais de cinquenta satélites geoestacionários que cobrem 99% da população mundial. É natural, portanto, que à medida que planeje a substituição de satélites de sua frota que cobrem a região, a empresa europeia, ciente das necessidades e interesses brasileiros, ofereça a oportunidade de uma "hosted payload" meteorológica.

A propósito, sobre os planos nacionais, ainda embrionários, para um satélite (ou sensor) meteorológico, recomendamos a leitura do artigo "Satélite meteorológico: um próximo passo", publicado pela revista Tecnologia & Defesa em meados de 2014, mas que ainda possui informações atuais. Vale também citar que meteorologia é um dos segmentos previstos no Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), do Ministério da Defesa.


Fonte: Blog Panorama Espacial - http://panoramaespacial.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário