quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Memória Científica do INPE Completa 50 Anos

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante reportagem publicada no número 04 do Informativo do INPE de 13/01, tendo como destaque os 50 anos da Memória Científica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Duda Falcão

Memória Científica do INPE Completa 50 Anos

Informativo INPE
Número 04
13/01/2016

Fundada em 1965, a Biblioteca do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) possui atualmente mais de 80 mil volumes entre livros, teses, relatórios e mapas. O acervo conta ainda com aproximadamente 160 mil fascículos de periódicos. O ano de 2015 marcou os 50 anos de preservação da Memória Científica do INPE e, também, os 20 anos de operação da Biblioteca Digital, um repositório implementado em 1995 para reunir e tornar disponível a produção técnico-científica gerada pelo Instituto.

Acervo da Biblioteca em 1970.

Para comemorar, o Serviço de Informação e Documentação (SID) reuniu, no dia 12 de novembro, seus atuais colaboradores e ex-funcionários, como a primeira bibliotecária do INPE, Icléa Siqueira Vidal. Na ocasião, foram também homenageados os servidores Gerald Jean Francis Banon e Marciana Leite Ribeiro.

O pesquisador Banon e a bibliotecária Marciana atuaram na construção de uma política institucional de editoração e preservação da produção intelectual do INPE e na quantificação dos metadados para a elaboração de indicadores da produção científica, além de iniciativas associadas ao acesso aberto à informação científica da Instituição.

Os desafios para manter a Memória Científica do Instituto e a construção da Biblioteca Digital foram relatados por Marciana na publicação “Memória Científica do INPE: da concepção à maturidade”, que apresenta o processo desde o início até as rotinas atuais de trabalho.

Equipe do SID e colaboradores na comemoração
pelos 50 anos da Biblioteca.

O relatório informa, por exemplo, as etapas para a implementação da Biblioteca Digital no modelo de Repositório Institucional (RI) de acesso aberto, que preserva a memória resultante dos programas de pesquisas recentes e informações antigas que correm o risco de serem perdidas em decorrência da aposentadoria iminente da maioria dos integrantes de equipes de trabalho. O documento pode ser acessado no endereço: http://urlib.net/8JMKD3MGP3W34P/3JRUL3B.

“A importância do acervo gerado e adquirido pelo INPE e a qualidade dos serviços prestados revelam a maturidade alcançada por sua Biblioteca ao longo desses 50 anos. A equipe, mesmo reduzida, busca manter o comprometimento para o alcance desses resultados. Como exemplo, temos o pioneirismo da Biblioteca Digital do INPE, fundamental para a preservação e disseminação da produção técnico-científica do Instituto”, diz Silvia Castro Marcelino, chefe do SID.

A Biblioteca foi idealizada e planejada por Fernando de Mendonça, na época diretor científico do Grupo de Organização da Comissão Nacional de Atividades Espaciais (GOCNAE) e que viria a ser o primeiro diretor do INPE.

O atual acervo da Biblioteca do INPE.

Desde a criação do INPE, em 1961, foram gerados inúmeros documentos, como relatórios técnicos, manuais, notas técnicas, artigos de periódicos e trabalhos apresentados em congressos nacionais e internacionais, capítulos de livros e livros, dissertações de mestrado e teses de doutorado. Toda essa produção forma a Memória Técnico-Científica do Instituto, gerenciada pelo SID.

Os serviços oferecidos pela Biblioteca Digital do INPE apoiam a missão da Instituição em comunicar o conhecimento produzido em suas atividades de pesquisa e desenvolvimento. O SID incentiva os pesquisadores e alunos a depositarem seus trabalhos no Repositório Institucional, que promove o acesso aberto e a preservação a longo prazo dessa produção científica, em um único ambiente, o que contribui para o aumento de sua visibilidade e impacto, além de ampliar a difusão da memória científica e tecnológica do Instituto.

Atualmente, as bases da Biblioteca Digital da Memória Científica fornecem acesso a 48.479 referências, das quais 37.352 contêm o texto completo em formato digital. Entre os anos de 2006 e 2014, foram registrados mais de 287.000 acessos à Biblioteca Digital do INPE. A administração da Biblioteca Digital realiza melhorias constantes, de acordo com as novas demandas que surgem.

“Nos próximos anos haverá ainda uma série de desafios a serem vencidos, pois a prestação de serviços de informação é um trabalho constante e mutante. Acompanhar as tendências e mudanças é imprescindível à continuidade das atividades da Biblioteca, com a qualidade que a comunidade inpeana necessita e merece”, conclui a chefe do SID.


Prédio da Biblioteca no INPE de São José dos Campos.


Fonte: Informativo do INPE - Número 04 - 13/01/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário