sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Estudantes Lançam Foguetes de Garrafa Pet na 13ª Jornada Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota da postada hoje (04/12) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que no quinto dia da 13ª Jornada Espacial em São José dos Campos (SP), os estudantes participantes lançaram ontem (03/12) foguetes de garrafa pet.

Duda Falcão

Estudantes Lançam Foguetes de
Garrafa Pet na 13ª Jornada Espacial

Coordenação de Comunicação Social (CCS-AEB)

Fotos: Divulgação/AEB
O pesquisador José Damilano auxiliou as equipes
nos lançamentos de foguetes.

Brasília, 4 de dezembro de 2015 – Ontem (3), no quinto dia da 13ª Jornada Espacial, promovida pela Agência Espacial Brasileira (AEB) e parceiros no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), os estudantes testam diferentes propostas de modelos de foguetes artesanais de garrafa pet nos lançamentos realizados na área do Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB).

Parte das atribuições de um foguete é o seu nome e missão, uma equipe decidiu homenagear os integrantes do Acre, que teve o voo cancelado e não pode vir ao evento. “A intenção foi representar o pessoal que não veio e queríamos que o nosso foguete fosse tão distante quanto o Acre”, disse Alisson Rocha, do Instituto Federal de Educação em Ciência e Tecnologia do Piauí, em Teresina. Integram a equipe Rebeca Dias, do Instituto Federal de Roraima, em Boa Vista e Thiago da Silva, do Colégio da Policia Militar de Goiás, em Itumbiara.

As diferentes ideias geraram o foguete “Bislacha”. “Após breve discussão quanto ao uso correto das palavras biscoito e bolacha, optamos pela paz mundial”, explica Letícia Chaves, do Colégio Motiva Ambiental, de João Pessoa (PB). A busca da paz foi conquistada, Pedro Menguite, do Instituto Federal de Rondônia, em Porto Velho e Maria Eduarda Araújo, do Instituto Federal do Amapá, em Laranjal do Jari integram a equipe e afirmam que comem bislacha.

A expectativa nos lançamentos era conseguir que durante o voo o paraquedas feito com saco plástico abrisse e amenizasse o pouso dos foguetes. Quando a meta foi conquistada houve muita comemoração. A atividade durou por cerca de três horas.

“A jornada repete o sucesso das jornadas anteriores na qual se tem os alunos travando o conhecimento que eles descobrem sobre a área espacial, principalmente no quando se refere ao que o Brasil desenvolve por meio do INPE e do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), e ver o interesse deles em ingressar na área espacial é a nossa satisfação”, destacou José Bezerra, pesquisador na Divisão de Sistemas Espaciais do IAE que participou da organização da jornada e guiou os participantes pelo MAB com as informações de fases dos veículos lançadores brasileiros.

Além da equipe organizadora do programa AEB Escola, auxiliaram os estudantes José Guido Damilano, também pesquisador do IAE, que realizou a oficina de construção dos foguetes.

Para vencer a competição estudantes precisam
cumprir uma série de etapas envolvendo os foguetes.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário