sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Visiona Lança Serviço de Sensoriamento Remoto Por Satélite e Anuncia Novas Parcerias

Olá leitor!

Segue abaixo um press release divulgado ontem (19/11) no site da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER) destacando que a Visiona Tecnologia Espacial lançou serviço de sensoriamento remoto por satélite, além de anunciar novas parcerias.

Duda Falcão

Visiona Lança Serviço de Sensoriamento
Remoto Por Satélite e Anuncia Novas Parcerias

São José dos Campos, 19 de novembro de 2015 – A Visiona Tecnologia Espacial acaba de lançar um serviço de fornecimento e análise de imagens de satélites com o objetivo de desenvolver grandes projetos de sensoriamento remoto no Brasil e países vizinhos. Para isso, a empresa firmou acordos de distribuição com alguns dos principais operadores de satélites de observação da Terra: Airbus, DigitalGlobe, Restec e SI Imaging Services.

Por meio destes acordos a Visiona estabeleceu uma constelação virtual com características únicas, capaz de coletar grandes volumes de imagens com altas taxas de revisita. A grande diversidade dos sensores presentes nessa constelação permitirá à empresa fornecer soluções superiores para as mais variadas aplicações de sensoriamento remoto, em áreas como defesa, proteção ambiental, prevenção de desastres naturais, energia e planejamento territorial.

No total, a Visiona terá acesso unificado a uma constelação composta por quase 20 satélites ópticos com resoluções de 31 cm a 22 metros e três satélites-radar com resoluções de 25 cm a 95 metros em múltiplas bandas, incluindo a Banda-L, tecnologia única no mundo, particularmente importante para o atendimento dos requisitos legais e técnicos do monitoramento ambiental do País. “Poucas empresas no mundo conseguiram montar uma constelação virtual com esta capacidade. Esses satélites representam o que há de mais moderno atualmente”, disse Eduardo Bonini, Presidente da Visiona. “Além disso, o corpo técnico da Visiona conta com profissionais altamente qualificados voltados à prestação de um suporte diferenciado aos clientes”.

As parcerias firmadas permitirão à Visiona desenvolver soluções integradas únicas e trazer para o Brasil o estado-da-arte em termos de sensoriamento remoto. Desta forma, por exemplo, a empresa poderá explorar o acervo de imagens de seus parceiros de forma combinada, formando o maior conteúdo de imagens de alta resolução do Brasil atualmente, e oferecer Modelos Digitais de Terreno para qualquer tipo de aplicação.

Em conjunto com a Bradar, empresa do grupo Embraer voltada ao sensoriamento remoto aerotransportado via radar, a Visiona passará a fornecer soluções integradas usando sensores em aviões e satélites, e serviços de alto valor agregado como mapas temáticos e detecção de mudanças. A Visiona também poderá se associar a outras empresas que já atuam no Brasil com o objetivo de desenvolver novas soluções e promover a adoção de tecnologias de sensoriamento no País de modo a fomentar o surgimento de programas de satélites nacionais.

Sobre a Visiona

A Visiona Tecnologia Espacial S.A. é uma empresa dos grupos Embraer e Telebras, constituída com o objetivo inicial de atuar na integração do sistema do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) do governo brasileiro, que visa atender às necessidades de comunicação satelital do Governo Federal, incluindo o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) e um amplo espectro de comunicações estratégicas de defesa. A Visiona tem também como objetivo atuar como empresa integradora de satélites, com foco nas demandas do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE/AEB) e do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE/FAB).


Fonte: Site da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER)

2 comentários:

  1. Prezado Duda, faltou seu costumeiro comentário. Eu, particularmente, achei uma das mais promissoras notícias de 2015 na área espacial brasileira, em meio a tantas mazelas a que fomos submetidos, principalmente, pela incompetência do governo brasileiro em gerir qualquer coisa e nem falo da área espacial, porque é querer demais de pessoas de tão pouca capacidade intelectual, a despeito da presidente da república que nem deve saber o que é um satélite. Na sua visão, teria algum impacto para o INPE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bernardino!

      Já disse por diversas vezes o que penso da Visiona, uma empresa que nasceu de forma errada motivada por questões nebulosas. A ideia da criação de uma empresa integradora por sí só não é uma ideia ruim, desde que tenha como principal meta (fora é claro o de dar lucro como toda empresa) o de motivar e incentivar o desenvolvimento da industria nacional sempre optando pela tecnologia brasileira quando possível, e o que ela vem fazendo é simplesmente contratar tecnologia de fora. Portanto para mim a Visiona é um tremendo engodo que só vai favorecer a Embraer e a quem mais estiver envolvido com esta história e ai não está incluído o nosso Patinho Feio. Quanto se vai ter algum impacto sobre o INPE, diante do que eu disse, o que você acha?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir