quinta-feira, 5 de novembro de 2015

INPE Comemora 50 Anos de Memória Científica e 20 de Repositório Institucional

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (04/11) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o instituto comemora 50 Anos de Memória Científica e 20 de Repositório Institucional.

Duda Falcão

INPE Comemora 50 Anos de Memória
Científica e 20 de Repositório Institucional

Quarta-feira, 04 de Novembro de 2015

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) completa, neste ano, cinco décadas de preservação de sua Memória Científica e 20 anos de operação de seu Repositório Institucional, implementadoem agosto de 1995, com o objetivo de reunir e tornar disponível a informação gerada pela Instituição, em todas as áreas do conhecimento em que atua.

“O INPE tem realizado grandes conquistas ao longo de sua história, sempre com nova construção de sucesso a partir dos esforços passados. Esta evolução de realizações científicas, técnicas e de crescente conhecimento, permitiu que o INPE chegasse cada vez mais longe”, destaca a bibliotecária Marciana Leite, do Serviço de Informação e Documentação (SID) do INPE. “Como compromisso para o futuro, portanto, é necessário garantir que esse conhecimento não seja perdido, e que medidas sejam tomadas para preservar as informações do passado nas áreas de conhecimento, como forma de garantir o futuro”, complementa. “Pretendemos não só comemorar esta feliz ocasião, mas também assinalar, registrar e refletir sobre o caminho percorrido ao longo das cinco décadas da Memória Científica do INPE e do Repositório Institucional de Acesso Aberto”, afirma Marciana.

Para registrar a data e a importância histórica deste acontecimento, Marciana Leite Ribeiro produziu e publicou o relatório “MEMÓRIA CIENTÍFICA DO INPE: DA CONCEPÇÃO À MATURIDADE”, que traz um relato da experiência na gestão da Memória Científica do Instituto e na construção da Biblioteca Digital da Memória Científica do INPE (BDMCI). Esta última foi implementada no modelo de Repositório Institucional (RI) de acesso aberto, que preserva a memória resultante dos programas de pesquisas recentes e informações antigas que correm o risco de serem perdidas em decorrência da aposentadoria iminente da maioria dos integrantes de equipes de trabalho.

O relatório, com 100 páginas, aborda desde a concepção do processo até as rotinas atuais de trabalho. As fases da gestão são descritas com a intenção de compartilhar o conhecimento adquirido ao longo desse processo. Segundo Marciana, este relato pode ser útil aos gestores e àqueles que almejam implementar um RI. O público alvo abrange ainda os profissionais da informação que atuam na gestão e no povoamento (alimentação) do RI, bem como autores de publicações científicas, com interesse no tema. O documento pode ser acessado no endereço: http://urlib.net/8JMKD3MGP3W34P/3JRUL3B.

A partir deste relatório foi elaborado um pôster, intitulado “LIÇÕES APRENDIDAS NA PROMOÇÃO DO ACESSO ABERTO AO LONGO DOS 20 ANOS DA BIBLIOTECA DIGITAL DO INPE”. Para a elaboração desse material, foram consultados diversos documentos e arquivos relacionados ao desenvolvimento e à gestão do repositório neste período. A partir das informações apuradas, foi possível ainda estabelecer uma linha do tempo que destaca os principais marcos do processo de construção da Biblioteca Digital, desde a sua concepção até o momento atual. O pôster apresenta ainda alguns números que permitem dimensionar o tamanho do acervo disponibilizado pela BDMCI em acesso aberto e sua visibilidade.

O pôster foi apresentado na “6ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto (ConfOA)”, realizada entre os dias 4 e 7 de outubro de 2015, na Universidade Federal da Bahia, e pode ser acessado por meio do endereço: http://urlib.net/8JMKD3MGP3W34P/3K65LAP.



Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário