quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Saiba Mais Sobre o SISNAV e o SISMI, Uma das Cargas Uteis da Missão do SARA em Novembro

Olá leitor!

Durante a realização do “VIII Simpósio Brasileiro de Engenharia Inercial” realizado de 16 à 18/06 deste ano no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), foi apresentado pelo pesquisador Fausto O. Ramos do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) um interessante relato em inglês intitulado “History and Current Status of SISNAV: A Brief Report” que, como o título já diz, trata-se de um breve relato histórico sobre o desenvolvimento do SISNAV (Sistema de Navegação do VLS-1) e de seu atual estágio de desenvolvimento.

Bom leitor, o que me chamou mais atenção entre tantas informações interessantíssimas e históricas neste breve relato do pesquisador do IAE foi que, além do SISNAV o instituto está desenvolvendo outro equipamento inercial denominado SISMI (Sistema de Medição Inercial) que será lançado agora em novembro como uma das cargas úteis tecnológicas abordo do VS-40M, mais precisamente dentro do SARA Suborbital-1.

É verdade leitor que durante a entrevista do gerente do Projeto SARA, o Mj. Élcio Jerônimo de Oliveira, realizada pelo BLOG (veja aqui) em maio deste ano, o militar da FAB já havia confirmado o lançamento  nesta missão de um protótipo de uma unidade inercial desenvolvida pelo IAE. Informação esta confirmada também em uma segunda entrevista para o site do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) este mês (veja aqui) e em outras notas exibidas em outros sites, mas até então não tínhamos qualquer detalho sobre este equipamento.

O SISMI em teste no LINCS do IAE

Só lamentamos o fato que, após tanto esforço (pelo que sei além até do que era de sua responsabilidade) o Dr. Waldemar Castro Leite não esteja mais fazendo parte da equipe que acompanhará a concretização de parte deste sonho com este lançamento do SISMI, e também a não presença mais entre nós do Dr. Paulo Moraes Jr. (falecido no ano passado), idealizador do Projeto SARA e grande pesquisador do IAE, uma pena mesmo.

Duda Falcão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário