terça-feira, 6 de outubro de 2015

Registro de Minifoguetes Com Apogeu > ou = a 500 Metros

Olá leitor!

O Prof. Carlos Henrique Marchi da Universidade Federal do Paraná (UFPR), coordenador do Festival Anual de Minifoguetes de Curitiba e líder do “Grupo de Foguetes Carl Sagan” desta universidade, postou dia ontem (05/10) uma nota em seu “Blog Foguete UFPR” informando que está sendo criado um novo tipo de registro de voos de minifoguetes. Veja abaixo.

Duda Falcão

Registro de Minifoguetes Com
Apogeu > ou = a 500 Metros

Segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Está sendo criado um novo tipo de registro de voos de minifoguetes.

O objetivo é registrar lançamentos de minifoguetes com apogeu maior ou igual a 500 metros.

A definição considerada aqui para o termo Minifoguete é um foguete pequeno não profissional. O termo também é usado para distinguir dos foguetes feitos por empresas ou instituições responsáveis pelo desenvolvimento dos programas espaciais de cada país, como o IAE no Brasil. Mas quem preferir, pode considerar minifoguete como sinônimo de foguete.

Serão aceitos tanto resultados baseados em altímetro de bordo quanto em outros métodos de estimativa de apogeu.

Estes registros são abertos a qualquer pessoa ou equipe, de estudantes de qualquer nível ou não estudantes, equipes mistas, indivíduos, não havendo nenhum tipo de restrição.

São válidos apenas minifoguetes feitos por brasileiros em qualquer época e lançados em qualquer lugar do nosso planeta.

Os registros se aplicam a qualquer tipo de minifoguete, com qualquer tipo de motor-foguete, número de estágios, número de motores, classe dos motores, materiais usados etc.

O pedido de registro de voo deve ser enviado para chmcfd@gmail.com com os seguintes dados:

* Nome do minifoguete

* Apogeu atingido

* Local e dia em que foi realizado o lançamento do minifoguete

* Diâmetro máximo do minifoguete

* Comprimento total do minifoguete no momento do lançamento

* Massa total de propelente

* Massa total do minifoguete no momento do lançamento

* Explicar o método usado para determinar o apogeu

Informações adicionais são muito bem-vindas, como impulso total e empuxo médio do motor, tempo de queima do propelente, composição do propelente, fotos, vídeos etc.

Participe. Isso divulgará o seu trabalho ou o seu feito e estabelecerá referências para outras equipes e pessoas interessadas em minifoguetes. E no caso de lançamentos antigos, ajudará a resgatar os desenvolvimentos obtidos no passado, servindo de referência para a geração atual.

Qualquer dúvida ou informação sobre minifoguetes cujo apogeu foi maior ou igual a 500 metros, mesmo que obtido por outras pessoas, poderá ser enviada para chmcfd@gmail.com.

Por favor, divulgue essa informação entre possíveis interessados.

Grato

Atenciosamente,

Prof. Carlos Henrique Marchi
Líder do Grupo de Foguetes Carl Sagan
Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário