sábado, 17 de outubro de 2015

Passagem de Meteoro Causa Clarão no Céu do Rio de Janeiro

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada ontem (16/10) no site “G1” do globo.com. destacando a passagem de um meteoro no céu do Rio de Janeiro.

Duda Falcão

RIO DE JANEIRO

Passagem de Meteoro Causa Clarão
no Céu do Rio de Janeiro

Segundo astrônomo, fragmentos caíram a 200 quilômetros da costa.
Estação em São Sebastião (SP) também registrou fenômeno no céu.

Do G1 Rio
16/10/2015 - 19h06
Atualizado em 16/10/2015 - 20h26

(Foto: Reprodução / Exoss)
Meteoro que cruzou o litoral sudeste foi registrado pela
estação Exoss localizada em São Sebastião (SP).

Um meteoro foi visto cruzando o céu do Rio de Janeiro e de outras cidades da Região Sudeste, na madrugada desta sexta-feira (16). Muitas pessoas conseguiram ver um clarão no céu e alguns observatórios registraram o fenômeno.

Em entrevista ao G1, o astrônomo Marcelo de Cicco, coordenador do projeto Exoss, uma organização sem fins lucrativos que estuda meteoros, informou que o meteoro passou em alta velocidade pela atmosfera terrestre sobre o Rio, caindo no oceano a cerca de 200 quilômetros da costa.

" Estamos avaliando ainda e não tenho dados conclusivos, mas acredito que pode ter sido um meteoro de cerca de um quilo, não era pequeno", disse.

Ele explicou que o projeto já recebeu cerca de 30 relatos de pessoas que viram o fenômeno em diversas partes do Rio ( Seropédica, Botafogo, Barra da Tijuca, Jacarepaguá)  e ainda regiões do Sul do estado. Segundo o astrônomo, a luz provocada pelo objeto também foi vista em alguns locais de Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina.

(Foto: Reprodução/Exoss)
Registro de câmera em Mogi das Cruzes mostra a luz
azul na passagem do meteoro.

Com apoio dos relatos o fenômeno será analisado nos próximos dias pelos especialistas, mas dados preliminares indicam que ele tinha um brilho  intenso, nas cores azul e verde, bem maior do que a luz da lua cheia.

De acordo com o pesquisador, estamos na temporada de meteoros que começa em julho e vai até janeiro. Ele disse acreditar que o objeto que cruzou o céu não é  muito comum por causa da velocidade, entre 50 mil e 80 mil km/h, com que entrou na atmosfera.

Na avaliação dos especialistas, o meteoro durou cerca de 5 segundos até se desintegrar sobre a atmosfera terrestre. Até o momento, não houve relatos de quedas nem incidentes relacionados ao fenômeno.


Fonte: Site “G1” do globo.com – 16/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário