terça-feira, 20 de outubro de 2015

O Brasil e os Programas Hipersônicos Internacionais

Olá leitor!

Após o segundo lançamento do foguete VS-31/Orion da Operação O-STATES ocorrido ontem (19/10) como anunciado pelo Blog, resolvemos escrever essa pequena nota para colocar os nossos leitores em dia sobre como será agora a participação brasileira nas atividades do Programa Hypersonic International Flight Research (HIFIRE), programa este conduzido pelos EUA e pela Austrália com a participação colaborativa de outros países como a Alemanha, através do Centro Aeroespacial Alemão (DLR).

Bom como sabemos até o momento três missões ligadas a este programa já foram realizadas como foguetes brasileiros, ou seja, Operação HIFIRE 5Aa Operação HIHIRE 3 e a Operação HIFIRE 7, além da Operação SCRAMSPACE I, indiretamente ligada a este programa.

Dessas quatro missões realizadas houve falhas no lançamento do foguete VS-30/Orion da Operação HIFIRE 5A e no lançamento do foguete VS-30/Orion da Operação SCRAMSPACE I.

Quanto ao Programa SCRAMSPACE, nada ainda foi definido pelo que sei, mas já quanto ao Programa HIFIRE, a falha no voo da Missão 5A gerou a necessidade da realização de outro voo denominado de 5B, voo este que inicialmente previa o uso de outro foguete VS-30/Orion, mas infelizmente foi decidido posteriormente pelo uso do foguete Terrier MK-70-Lynix de origem norte-americana. O voo da Missão 5B esta previsto para ocorrer da Base de Woomera, no sul da Austrália, em novembro próximo, e uma terceira missão denominada de 5C já foi proposta, mas sem ainda definir qual será o foguete lançador.

Vale dizer também que devido a falha em não se atingir os objetivos científicos durante o voo do foguete VSB-30 da Missão HIFIRE 7 (não foi falha do foguete e sim do experimento), voo este que ocorreu em março deste ano, foi proposto também um novo voo, sem contudo não ter sido ainda definido qual será o foguete lançador.

A próxima missão prevista do Programa HIFIRE onde será utilizado um foguete brasileiro é a “Operação HIFIRE 4”, missão esta que agora está prevista para ocorrer em março de 2016, quando então um VSB-30 será lançado pela primeira vez em sua história de uma base de lançamento não brasileira e não europeia, ou seja, da Base de Woomera.

Vale lembrar que a expectativa inicial para a Missão HIFIRE 8 era que fosse utilizado um foguete brasileiro, ou seja, o poderoso VS-40M, o que vale ressaltar seria muito bom para o Brasil (talvez se o voo do SARA Suborbital-1 agora em novembro for bem sucedido possa ajudar pela escolha de nosso foguete), mas a ultima informação que tenho é que infelizmente esta expectativa pode mudar e não há ainda previsão de lançamento para esta missão.

A notícia boa é que provavelmente o Programa Hypersonic Internacional Flight Experimentation (HIFEX), programa este conduzido pelos AFRL da Força Aérea dos EUA e pelo Centro Aeroespacial Alemão (DLR), utilizará um foguete brasileiro em seu primeiro voo.

Duda Falcão

Nenhum comentário:

Postar um comentário