quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Melhoria dos Métodos de Estimativa de Biomassa Para a Amazônia Será Tema de Workshop no INPE

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (13/10) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que melhoria dos métodos de estimativa de Biomassa para a Amazônia será tema de Workshop no INPE.

Duda Falcão

Melhoria dos Métodos de Estimativa de
Biomassa Para a Amazônia é Tema de Workshop

Terça-feira, 13 de Outubro de 2015

O primeiro workshop do projeto Monitoramento Ambiental por Satélites no Bioma Amazônia (MSA-BNDES) será realizado nos dias 15 e 16 de outubro, no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O WIBEMA 2015 (Workshop Improving Biomass Estimation Methods for the Amazon) terá como foco o subprojeto 7, Melhoria dos métodos de estimativa de biomassa e de modelos de estimativa de emissões por mudança de uso da terra.

As palestras abordarão aplicações de sensoriamento remoto para avaliar a biomassa dos ecossistemas Amazônicos, principalmente com base em sensores LiDAR. O workshop reunirá cientistas e profissionais para compartilhar suas experiências em desenvolvimento e aplicação para estimativa e distribuição da biomassa. O evento também tem o objetivo de fortalecer e desenvolver novos vínculos entre pesquisadores e instituições envolvidas.

As ações de monitoramento e controle do desmatamento da Floresta Amazônica, por meio do projeto MSA-BNDES, vêm sendo aprimoradas pelo INPE, com financiamento do Fundo Amazônia e o apoio da FUNCATE – Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologia Espaciais. Com prazo de três anos e meio, o projeto, assinado em outubro de 2014, prevê a colaboração financeira não reembolsável no valor de R$ 67 milhões.

Incluem-se no projeto ações como o mapeamento do uso e cobertura da terra na Amazônia Legal; o aprimoramento de software; melhoria dos serviços de recepção, distribuição e uso das imagens de sensoriamento remoto; aprimoramento do monitoramento de focos de queimadas e incêndios florestais; estudo das trajetórias de padrões e processos na caracterização de dinâmicas do desmatamento da Amazônia; disponibilização de ferramentas de modelagem de mudanças de uso da terra; e melhoria dos métodos de estimativa de biomassa e de modelos de emissões por mudanças de uso da terra.

Confira a programação do evento.



Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário